28 de novembro de 2014

A Mais Bela e Completa "Carta de Amor"

A Minha Carta de Amor...


Nas suas férias de verão, ele decidiu viajar para uma cidade costeira a fim de trabalhar e estar mais próximo do mar. Só que o que ele não podia imaginar é que justamente naquele verão, justamente no seu local de trabalho, ele iria conhecer o seu primeiro amor.
Segundo as palavras do jovem, aquele verão passou num instante. E de repente, lá se encontrava ele no último dia de trabalho. Agora teria que fazer as malinhas e regressar a casa. 
Só que este jovem teve uma ideia: Depois de se despedir da jovem que  amava, ele entregou-lhe um envelope na condição de que ela só poderia abri-lo quando chegasse em casa.
E qual não foi o espanto dela quando, ao abrir o envelope, deparar com uma carta escrita ao estilo do poeta Luís de Camões, e onde aquele jovem começava por descrever:
  • Quais é que tinham sido as expectativas dele quando saiu da sua cidade;
  • Como o coração dele bateu descompassadamente quando ele a viu pela primeira vez;
  • Como o sorriso dela era poderoso e tornava os dias dele mais felizes...

E, a despeito da distância em que eles estariam separados, a despeito do tempo em que ele teria de esperar para revê-la outra vez, a despeito do seu amor ser ou não ser correspondido, aquele jovem termina a carta com a seguinte declaração:
AMO-TE!
Queridos leitores podem ter a certeza de que aquela jovem teve de se apoiar em algo firme para não cair. E eu digo isto com toda a segurança, pois aquela jovem era eu! 
Sabem, já faz algum tempo que eu guardo esta cartinha e, na verdade, faço questão de guardá-la para o resto da minha vida, pois ali está impresso o carinho de alguém por mim!

Mas, um dia Deus também olhou para a humanidade e constatou que o seu coração batia descompassadamente. De fato, Deus constatou que o seu amor era tão grande, mas tão grande, que Ele não podia guardá-lo só para si. Deus precisava de tornar o seu amor conhecido a todo "o povo, língua e nação".
Mas como Deus faria tal proeza?
"Ah" - Deus pensou - "Um dos grandes prazeres da humanidade é a leitura."
E assim, a despeito da distância que separa o céu da terra. A despeito do tempo que Deus teria de esperar para rever a sua criatura face a face. A despeito do seu amor ser ou não ser correspondido, Deus escreveu a mais bela e completa "carta de amor" que o homem alguma vez poderá receber: A Bíblia!
De facto, de Génesis a Apocalipse, nós podemos ver o amor de Deus impresso em cada página!
E assim como em toda a carta de amor, Deus também faz uma declaração à humanidade: 
"Pois com amor eterno te amei, com benignidade te atraí." (Jeremias 31:3)
Por outras palavras, Deus está hoje a te dizer:
AMO-TE!
 Como estamos a reagir perante as "cartas de amor" escritas por Deus a cada um de nós!?


A minha oração é que possamos responder como o salmista:
"Escondi a tua Palavra no meu coração para não pecar contra ti." (Salmos 119:11) 

Graziela Pagani

Doce Lugar  

Nenhum comentário:

Postar um comentário