NÃO É FÁCIL APRENDER

Bem-aventurado o homem, Senhor, a quem tu repreendes, a quem ensinar a tua lei. 
Salmo 94:12

Você quer ser feliz? A felicidade abrange todos as áreas da vida. Não é apenas um estado de espírito. É uma experiência real. Você pode ser feliz sempre. Cada minuto, cada dia, cada ano, apesar de as circunstâncias e a despeito das dificuldades. A felicidade não é determinada por fatores externos, sejam positivos ou negativos.
O salmista explica no verso de hoje que a felicidade está atrelada à repreensão e relacionada com o ensino. Ninguém aprende sem repreensão. Sem aprendizagem não existe felicidade. A felicidade não é algo que se alcança num segundo. É um longo caminho de aprendizagem que envolve descobrimento, renuncia e muitas vezes sacrifício.
Infelizmente, desde a entrada do pecado, o melhor instrumento de instrução parece ser a dor. A criança aprende que o fogo queima quando experimenta a dor, o garoto aprende que correr desenfreadamente é perigoso, quando leva um tombo ou bate a cabeça. 
Um dia cresce e quando seria factível pensar que aprendeu a lição, descobriu que dentro de si existe uma natureza que, apesar de conhecer o caminho da felicidade, se resiste a andar nele. 
Deus usa a repreensão para, abrir os olhos da criatura rebelde, e trazê-la de volta ao caminho. Existem pessoas que só se deixam encontrar por Jesus, quando exaustos, não tem outra alternativa. 
Qual é o propósito da repreensão? O salmista responde no verso treze: “Para lhe dares descanso dos dias maus”. Isto me lembra às vezes que tive que dizer “Não” aos meus filhos, para livrá-los da dor e das frustrações.
Está você vivendo hoje um momento difícil? Antes de se lamentar ou achar que Deus o abandonou por que não faz um balanço da vida? Por que não tenta descobrir a causa? Se algo não está saindo conforme aos seus planos, por que não pensar que Deus está preparando outros planos maiores e melhores do que os seus?
Deposite a sua confiança em Deus mesmo que tenha todos os motivos para “desconfiar”, porque, “Bem-aventurado o homem Senhor, a quem tu repreendes, a quem ensinas a tua lei.”


Alejandro Bullón

Comentários