Fidelidade x Traição

O que fazer se você não quer ser traída(o)…

Previna-se. Não dá para adivinhar o motivo que levará alguém a trocar a(o) companheiro(a) por outro(a); mas, é possível eliminar da vida matrimonial certos fatores negativos e, assim, fortalecer o vínculo conjugal, reduzindo a possibilidade da traição ocorrer.
Sejam quais forem as suas preocupações, dê prioridade à relação afetiva. Converse todos os dias com seu cônjuge, partilhando com ele(a) as experiências do cotidiano. Preocupe-se em fazer com que ele(a) se sinta bem ao seu lado. Envolva-o(a) com seu amor. Assim, dificilmente ele(a) pensará em “pular a cerca”.


O que fazer se você está pensando em trair…

Pense também nas possíveis conseqüências dessa decisão: seu casamento poderá ser destruído; se tem filhos, eles ficarão decepcionados com você, talvez, serão prejudicados psicologicamente para sempre; sua vida poderá correr perigo a partir de então, dependendo da pessoa com quem se envolver; se sua consciência é sensível, você será constantemente importunado por ela; etc.
Ponha-se no lugar de seu cônjuge e imagine qual seria sua própria reação se ele (a) fosse infiel. Como você se sentiria e o que faria se fosse traído?
Pense ainda no (a) esposo (a) e nos filhos, ou nos pais, da pessoa com quem você pretende trair seu cônjuge. Pense em seu próprio futuro. Você gostaria de envelhecer sozinho (a) sem a companhia carinhosa e dedicada daquela (e) que amou na juventude?
É melhor esquecer essa idéia, você não acha? O prazer da traição dura só alguns minutos.



(Fonte: Decisão, 04/87)
  

O que fazer se você traiu…


Esqueça o passado. Nenhum proveito terá em contar a seu cônjuge o que fez, a menos que exista a possibilidade de que ela(e) venha a descobrir o fato. Confesse seu erro unicamente a Deus, peça-lhe perdão e o assunto está liquidado. Por que correr o risco de destruir o seu casamento? Para que levar seus filhos a sofrerem o impacto de descobrir que seu pai (ou a sua mãe) fracassou moralmente?
Porém, se existe muita possibilidade de que sua aventura seja descoberta, conte a seu cônjuge o que fez. Caso contrário, sua vida se tornará um inferno; viverá em constante tensão e ansiedade, temendo ser desmascarado. Mas, não espere ser imediatamente perdoado. Haverá necessidade de tempo e esforço para reconquistar o amor e a confiança de seu companheiro.
Continua nas próximas postagens:
Amanhã, segunda, 19/09: O que fazer se você está sendo traído (a)…
Terça, 20/09: O que fazer se você foi traída (o)…
Quarta, 21/09: O que fazer se você não quer ser traída (o)…


(Fonte: Decisão, 04/87)


7 verdades acerca do adultério

1Deus proibiu o adultério nos Dez Mandamentos. “Não adulterarás” (Êxodo 20:14).
2Jesus também o proibiu. “Jesus respondeu: ‘Não matarás, não adulterarás, não furtarás…’” (Mateus 19:18).
3O adultério traz julgamento sobre você. “O casamento deve ser honrado por todos; o leito conjugal, conservado puro; pois Deus julgará os imorais e os adúlteros” (Hebreus 13:4).
4O adultério ocorre no coração e no corpo. “Mas eu lhes digo: Qualquer que olhar para uma mulher e deseja-la, já cometeu adultério com ela no seu coração” (Mateus 5:28).
5O adultério a (o) impede de herdar o reino de Deus. “Vocês não sabem que os perversos não herdarão o reino de Deus? Não se deixem enganar: nem imorais, nem idólatras, nem adúlteros, nem homossexuais passivos ou ativos … herdarão o Reino de Deus” (I Coríntios 6:9-10).
6O adultério é inteiramente obra da carne. “Ora, as obras da carne são manifestas: imoralidade sexual, impureza e libertinagem” (Gálatas 5:19).
7O adultério a (o) destruirá. “Mas o homem que comete adultério não tem juízo; todo aquele que assim procede a  si mesmo se destrói” (Provérbios 6:32).
Textos bíblicos na Nova Versão Internacional

 

A areia movediça da tentação


“Uma tarde Davi levantou-se da cama e foi passear pelo terraço do palácio. Do terraço viu uma mulher muito bonita tomanho banho, e mandou alguém procurar saber quem era. Disseram-lhe: ‘É Bate-Seba, filha de Eliã e mulher de Urias, o hitita” (II Samuel 11:2,3).
Davi era um homem segundo o coração de Deus. Certa tarde, porém, não estava onde deveria. O certo seria estar com seu exército, lutando. Em vez disso, permaneceu no terraço, observando a mulher casada tomar banho na casa ao lado. Então, mandou trazê-la ao palácio… a partir deste ponto a história desandou.
Bate-Seba engravidou e seu marido foi morto na batalha. Fora esse o propósito do rei ao enviá-lo. Davi casou-se com ela, mas eles perderam o filho. Se não fosse por um confronto com o profeta Natã, Davi teria fugido da situação, pensando que enganara a Deus só porque encobrira suas pegadas. Mas não é assim que a coisa funciona.
Em vez de deleitar-se com aquela mulher nua, ele deveria ter desviado os olhos, admitido imediatamente a tentação diante de Deus e voltado para a privacidade do seu quarto. Se tivesse ficado ali até libertar-se da tentação, as tragédias jamais teriam ocorrido.
Mas, Davi “mandou que a trouxessem”. Enfiou o pé da areia movediça da tentação e, antes que percebesse, já havia afundado até o pescoço.
Qualquer coisa que nos afaste de Deus e nos induza a fazer o que contraria sua lei é tentação. Sempre que isso acontecer, vá a Ele e confesse. Peça-lhe que o liberte e então adore a Deus até sentir que a tentação o deixou.
A capacidade de resistir à tentação começa quanto nos voltamos para o Salvador em busca de ajuda.

Ore comigo: “Deus, oro pedindo que me ajudes a sempre ser bem-sucedido em resistir à tentação. Ajuda-me a chegar mais perto de Ti quando qualquer outra coisa tentar me afastar do Teu caminho. Em nome de Jesus, amém!


Stormie Omartian

Comentários