27 de maio de 2015

Os Sonhadores

E, depois disso, derramarei do Meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os velhos terão sonhos, os jovens terão visões. Joel 2:28

Uma das características que eu procuro conhecer nas pessoas são os sonhos delas. Será que aquela pessoa imagina novos horizontes, novos alvos a conquistar?

Os sonhos, creio eu, fazem parte da imagem de Deus em que nossos primeiros pais foram criados e que ainda retemos mesmo em nosso estado degradado. Afinal, Deus é o sonhador celestial, Aquele que enxerga possibilidades ilimitadas. Todos nós nos enxergamos de maneira limitada e, com isso, desapontamos o Criador.

Ao longo dos anos, tive a oportunidade de falar para muitos grupos de jovens. Minha primeira atuação no ministério foi como preceptor em um de nossos colégios internos. Aprecio falar com os jovens mais do que com qualquer outro grupo, e é muito gratificante saber que, mesmo com a diferença de idade entre nós, que me coloca numa relação de “avô”, os jovens ainda se mostram interessados em ouvir o que tenho a dizer.

Quem sabe isso aconteça porque reconheço minha função como semeador de sonhos. Num verso que celebra a chegada da primavera, Robert Frost escreveu:

Venha com a chuva, ó ruidoso vento sudoeste!
Traga o construtor de ninhos, o cantor celeste;
Dê à flor encoberta um sonho.

É exatamente essa a minha intenção – dar à flor encoberta um sonho. Que espécie de sonho? Sonhos de progresso pessoal. Sonhos de trabalhar para Deus e para a humanidade. Sonhos de impactar o mundo com a bondade eterna.

Ouça um conselho (...) dirigido especialmente aos jovens:

“Vocês têm a ambição de educar-se para poder ter nome e posição no mundo? Têm pensamentos que não ousam exprimir, de poderem um dia alcançar as alturas da grandeza intelectual; de poderem assentar-se em conselhos deliberativos e legislativos, cooperando na elaboração de leis para a nação? Nada há de errado nessas aspirações. Cada um de vocês pode estabelecer um alvo. Não devem se contentar com realizações mesquinhas. Aspirem à altura, e não se poupem trabalhos para alcançá-la” (Mensagens aos Jovens, p. 36).

A graça nos liberta para sonhar.

Meditações Diárias

Nenhum comentário:

Postar um comentário