9 de junho de 2015

Deus prova o Seu povo

“Na sua aflição vocês clamaram e Eu os livrei, do esconderijo dos trovões lhes respondi; Eu os pus à prova nas águas de Meribá” (Salmo 81:7).
Você se lembra das provas que fazia na escola? Como tinha de estudar bastante a matéria para conseguir notas boas? O propósito da prova era permitir que o professor determinasse quanto você sabia e, consequentemente que nota merecia receber. Quanto mais você soubesse, maior seria a nota.
As provas de Deus não são iguais às da escola. Em primeiro lugar, Ele já sabe quanto nós aprendemos. O teste não é para Ele. É para nós mesmos. Os testes de Deus nos ajudam a ver claramente o que temos feito. Ensinam-nos sobre nós mesmos e sobre ele. O teste em si é para parte do nosso processo de aprendizado. Os resultados dos testes que Deus nos dá, dependendo de nossa atitude, determinam se seremos refinados como ouro ou se ficaremos duros e frios como aço. Não é necessariamente o que sabemos que conta, mas sim o que fazemos com o conhecimento que adquirimos. O que conta é como encaramos o teste.
Nas provas de Deus, não recebemos nota. Ou somos aprovados ou continuamos repetindo a prova até que esteja correta. No que concerne a essas provas, temos duas opções. Podemos resistir a Deus, ter uma atitude errada e tentar fugir. Ou podemos nos achegar a Ele. Acolhendo Seu aperfeiçoamento em nossa vida. Nossa reação determinará o resultado. A boa notícia é que quanto mais difícil for a prova, maior será a recompensa que nos aguarda no final, desde que sejamos provados.


Stormie Omartian

Nenhum comentário:

Postar um comentário