A estratégia de Davi para vencer os inimigos e o desânimo

Davi teve seus inimigos e eles foram muito presentes em sua vida. Temos vários Salmos escritos por ele em momentos que seus inimigos estão o ameaçando ou naquele momento que Davi quer resolver a sua ira sob cada um deles.
O Salmo 5 é um deles. Davi está irado com alguns inimigos e recorre a Deus para que a justiça seja feita. Ele fez o que cada um de nós devemos fazer. Mas o interessantes desse salmo é que busca os atributos divinos para conseguir ver a justiça sendo feita.
Ele menciona alguns fatos específicos sobre o Senhor Deus.
  1. Ele não tem prazer na iniquidade
  2. Nenhum mal habitará com Ele.
  3. Ostentadores e arrogantes não permanecerão diante dEle.
  4. Ele odeia os que praticam a iniquidade.
  5. Ele destrói aqueles que proferem mentiras.
  6. Ele aborrece os homicidas.
  7. Ele aborrece os enganadores.
Mas por que Davi revê essas coisas? Porque é terapêutico rever os atributos divinos – para nos lembrar que que Ele sempre é bom, e que está sempre certo em seus caminhos. Seu amor por nós nunca falha e o seu tempo é perfeito. Muitos dos sentimentos de ira e frustração enclausurados em nosso tanque emocional interior são difundidos quando revemos o caráter de Deus; ele nos lembra de que Ele é por nós, e não contra nós.
Concentrar-se em seu caráter ajuda a dispensar o desânimo!
Além disso, somos lembrados de que os nossos inimigos são, na verdade, inimigos de Deus. Ele é mais poderoso que qualquer mal e mais persistente que qualquer circunstância difícil. Quanto àqueles que tentam nos prejudicar, o Senhor é muito mais capaz de lidar com eles do que nós.
Em meio ao desânimo, é difícil contar as bênçãos que temos recebido.
Mas se esforce e faça uma lista dos atributos de Deus a partir das escrituras e com a lista em mãos ore e louve a Deus por cada atributo. Não faça pedido nenhum, apenas adore a Deus pelo que Ele é.
Pra te ajudar, segue alguns dos atributos divinos. A lista é longa, você pode fazer a sua.
Amor
O amor envolve afeição, mas também envolve atitude de entrega, cuidado e correção. O amor busca o bem do ser amado e paga o preço pela promoção desse bem. A Bíblia declara que “Deus é amor” (1Jo 4.8). Em relação ao homem, esse amor se revela no fato de Deus se permitir amar os pecadores. Isso é graça (Ef 2.4-8). O amor foi derramado no coração do cristão (Rm 5.5) e quando Deus corrige, demonstra amor pelos seus filhos (Hb 12.6,7).
Eternidade
O atributo da eternidade significa que Deus não tem começo nem fim. Sua existência é eterna, tanto no passado como no futuro, sem interrupções ou limitações causadas por uma sucessão de eventos.
A Bíblia fala da eternidade de Deus (Sl 90.2; Gn 21.33).
Imutabilidade
Significa que Deus não muda. Não quer dizer que ele esteja imóvel ou inativo, mas que não se altera, cresce ou se desenvolve.
A Bíblia ensina sobre a imutabilidade de Deus (Ml 3.6; Tg 1.17).
Infinitude
Significa que Deus não tem limites ou limitações. Não é limitado nem pelo tempo, nem pelo espaço.
As Escrituras descrevem essa qualidade divina (1Rs 8.27; At 17.24-28).
JUSTIÇA
A justiça está ligada à lei, à moralidade e à retidão. Deus é reto em relação a si mesmo e em relação à criação.
A Bíblia muito enaltece a justiça de Deus (Sl 11.7; 19.9; Dn 9.7; At 17.31).
Liberdade
Deus independe das suas criaturas e da sua criação. Não há qualquer criatura que impeça Deus ou que o obrigue a algo.
Isaías expõe a liberdade e a independência de Deus com uma pergunta retórica (Is 40.13,14). Jesus mostrou que Deus exerce sua liberdade ao executar livremente sua vontade (Mt 11.26).
Onipotência
Deus pode fazer qualquer coisa compatível com sua própria natureza. Mesmo podendo tudo, o que ele escolhe fazer ou não tem motivos que só ele conhece.
A Bíblia está repleta de textos que falam sobre a onipotência de Deus (Gn 17.1; Ex 6.3; 2Co 6.18; Ap 1.8).
Onipresença
Significa que Deus está presente em todos os lugares.
O texto clássico sobre a onipresença de Deus é (Sl 139.7-10).
Onisciência
Deus sabe todas as coisas de modo pleno sem esforço algum. Não há coisas ou assuntos que ele não conheça melhor que outros. Ele conhece tudo igualmente bem. Deus nunca tem dúvidas, nem busca respostas (a não ser quando, de modo didático, inquire os homens para o próprio bem deles).
As Escrituras enaltecem o conhecimento ilimitado de Deus (Sl 139.16; 147.4).
Santidade
Significa que Deus é separado de tudo que é indigno ou impuro e que, ao mesmo tempo, é completamente puro e distinto de todos os outros.
A santidade foi muito enfatizada por Deus no tempo do AT (Lv 11.44; Is 40.25; Hc 1.12). No NT, a santidade é uma qualidade marcante de Deus (Jo 17.11; 1Pe 1.15,16; Ap 4.8).
Verdade
Quer dizer que Deus é coerente consigo mesmo, que ele é tudo que deveria ser, que ele se revelou como realmente é e que sua revelação é totalmente confiável.
Deus é o único Deus verdadeiro (Jo 17.3), portanto, não pode mentir (Tt 1.2) e é sempre confiável. Deus não pode fazer nada que contradiga sua própria natureza e não é possível que quebre sua palavra ou que não cumpra suas promessas (2Tm 2.13).
Agora, curta, compartilha, divulgue e saia para a vitória.

http://manualdohomemcristao.com.br

Comentários