Mensagem de Amor em Sangue

NEle temos a redenção por meio de Seu sangue, o perdão dos pecados, de acordo com as riquezas da graça. Efésios 1:7

No início de 2005, ocorreu um terrível acidente de trem em Los Angeles, Estados Unidos. Certo homem, planejando se suicidar, parou em cima dos trilhos o veículo que dirigia. No último minuto, porém, mudou de ideia e abandonou o carro, fazendo com que o trem que se aproximava em alta velocidade batesse no veículo, descarrilasse e colidisse com outro trem que vinha na direção oposta. Onze pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas.


John Phipps trabalhava numa fábrica de peças aeroespaciais em Burbank. Normalmente não pegava o trem naquele horário, mas foi chamado para trabalhar mais cedo naquele dia. Phipps encontrou um assento vago na parte de cima do trem e pegou no sono. Acordou repentinamente com o violento solavanco da colisão. Sentiu um vapor incomum sobre o rosto e viu por toda parte fragmentos amassados do trem. Tocou a parte posterior da cabeça e as mãos ficaram cheias de sangue. Ele gritou pedindo ajuda, mas ninguém respondeu. Preso sob os escombros, começou a cantar: “Por que eu, Senhor?” e aguardou o resgate. Um pouco depois, ele esticou o braço e tocou em um dos assentos do trem, deixando ali uma marca de sangue. Caiu em si: morreria ali. Decidiu deixar uma mensagem para a esposa, Leslie, e os filhos. Naquele assento de trem, Phipps escreveu com o próprio sangue: “Eu amo meus filhos. Eu amo Leslie.”
O capitão dos bombeiros, Robert Rosario, foi o primeiro a encontrar Phipps e a descobrir a mensagem em sangue. “Já vi coisas horríveis em meu trabalho”, afirmou mais tarde, “mas aquilo me comoveu. Meu único pensamento naquele instante foi: Tenho que mostrar isso para a esposa e os filhos desse homem.”

John Phipps sobreviveu. Durante a entrevista coletiva dias depois, ele apareceu apoiando-se em muletas e se identificou como o autor da mensagem de amor. “Não sei por que fiz isso”, declarou à imprensa. “Não achei que minha família veria a mensagem.”

Há dois mil anos, outra Pessoa deixou uma mensagem escrita com Seu próprio sangue. Jesus de Nazaré foi pendurado numa cruz de madeira fora dos portões de Jerusalém. Ele havia deixado o lugar mais seguro do Universo, o Céu, para Se identificar com as vítimas do terrível acidente global e, por meio de Sua morte, oferecer-lhes a redenção, o perdão e a vida.

A mensagem de amor de Jesus escrita em sangue diz: “Eu amo você.” Ao lado dessa mensagem, Ele escreve o seu nome e o meu.

(Meditações Diárias)

Comentários