Sintonizar com o tempo de Deus

“Para tudo há uma ocasião certa” (Eclesiastes 3:1).
No tecido do nosso relacionamento uns com os outros e na conversa do dia a dia é que deixamos ver a importância que damos ao tempo. Aqueles que são orientados à tarefa ou inquietos perguntam: “A que horas a reunião vai começar?” “A que horas vai terminar?” “Quanto tempo vai levar?” “Tempo encerrado! Vamos pessoal!”
Essas são expressões de pessoas com tempo limitado para fazer mais do que se propuseram e, por isso, quaisquer momentos vagos entre um compromisso e outro as deixam inquietas.
Certa vez, vi uma charge na qual aparecem três discípulos interrompendo Jesus enquanto Ele está orando. Um deles, com a agenda na mão, diz: “Senhor, desculpe interromper Sua ‘hora tranquila’, mas temos um compromisso no poço às 8h30, e no templo, às 9h15, antes do rali para Cafarnaum. Marcamos também uma entrevista com um cego, dez leprosos e um endemoninhado. Depois almoçaremos com Mateus.” Um outro interrompe dizendo: “Vamos chegar na hora se não houver muitos paralíticos no caminho ou cobradores de impostos em cima das árvores.”
Jesus esperava pelo tempo certo para cada fase de Seu ministério. Não corria para atender cada necessidade que via. Quando Seus irmãos O chamaram para uma festa, Ele disse: “Parem, ainda não chegou o tempo certo.”
Começamos cada dia com uma oração entregando a Deus nossa agenda e planos. Alguns se sentem frustrados pela limitação de tempo, porque já preveem que não vão fazer tudo que gostariam de fazer.
Mas não temos que fazer tudo hoje. Há ocasião para tudo: estudar, aprender, ensinar, trabalhar, tempo para os outros e tempo para nós mesmos. Henri Nouwen, professor e sacerdote holandês, disse certa vez: “Tenho me queixado a vida inteira de que meu trabalho era constantemente interrompido, até que eu descobri que a interrupção era o meu trabalho.”
Não precisamos nos sentir pressionados e desorientados. Diante de tantos assuntos que disputam nossas prioridades, temos que parar e pedir calma a Deus. Se há muitos itens, devo perguntar em oração: “Senhor, qual é o melhor tempo para isso? O que é que precisa ser feito hoje? Agora de manhã? Senhor, não estou bem certo do que devo fazer.”
Se sintonizarmos nosso tempo com o tempo de Deus, no fim do dia poderemos ver como “Ele fez tudo apropriado ao seu tempo” (Ec 3:11).

José Maria Barbosa Silva

Comentários