Esperança em meio ao sofrimento

“Levante-se, grite no meio da noite, quando começam as vigílias noturnas; derrame o seu coração como água na presença do Senhor. Levante para Ele as mãos” (Lamentações 2:19).
Quando Jeremias escreveu Lamentações, o eco da queda dos muros de Jerusalém provavelmente ainda lhe soava nos ouvidos. Tudo o qu e restara aos israelitas fora a perspectiva horrível de um futuro desolador.
Jeremias, conhecido como o “profeta chorão”, reagiu com um lamento cheio de dor pela cidade e pelo povo. Como grande parte de sua vida, esses versículos estão cheios da mais pura emoção. Todos os aspectos do sofrimento encontram expressão nesse pequeno livro.  Não há adoração alegre aqui, só agonia.
Se você vier a passar por tal sofrimento, faça como diz Jeremias: “derrame o seu coração como água na presença do Senhor”. Na presença amorosa de Deus você vai encontrar esperança.
As promessas de Deus para Jeremias são também para você. Ao derramar sua dor diante do Senhor, quando estiver cercado de amargura e sofrimento (cf. 3:5), quando pedir ajuda e achar que Ele ignorou suas orações (cf 3:8), quando seu coração estiver partido (cf. 3:13), quando perder a paz e a prosperidade (cf. 3:17), lembre-se destas palavras de Jeremias: “Todavia, lembro-me também do que pode me dar esperança: Graças ao grande amor do Senhor é que não somos consumidos, pois as Suas misericórdias são inesgotáveis. Renovam-se cada manhã; grande é a Sua fidelidade! Digo a mim mesmo: A minha porção é o Senhor; portanto, nEle porei a minha esperança. O Senhor é bom para com aqueles cuja esperança está nEle, para com aqueles que O buscam; é bom esperar tranquilo pela salvação do Senhor” (3:21-26).
Há esperança e você pode encontra-la em meio à dor. A compaixão do Senhor nunca falha.
Ore comigo: “Senhor, derramo meu coração diante de Ti em relação às coisas que me trazem pesar.  Cura-me de toda dor emocional.  Em nome de Jesus, amém!

Stormie Omartian

Comentários