O fruto do Espírito

 O antigo teste do pomar

“Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade, mansidão e domínio próprio. Contra essas coisas não há lei” (Gálatas 5:22 e 23, NVI).
Paulo, aqui, compara o Espírito Santo a uma árvore carregada de atraentes frutos. Se o Espírito Santo guia as pessoas, a vida delas revelará prova disso. Se eu alego ser cristão, seguidor dos passos de Jesus Cristo, e sou rude, grosseiro, egoísta e insensível, estou meramente professando o cristianismo, em vez de praticá-lo. Jesus não está vivendo em meu coração mediante o Espírito Santo. Algumas pessoas usam a expressão “o velho teste do pomar”. “Vocês os reconhecerão por seus frutos” (Mt 7:16, NVI).
Jesus lê o íntimo da alma de uma pessoa. Ao olhar Ele para o seu coração e o meu neste momento, o que vê? Depois de fazer a lista do fruto do Espírito em Gálatas 5:22 e 23, Paulo prossegue: “Os que pertencem a Cristo Jesus crucificaram a carne, com as suas paixões e os seus desejos. Se vivemos pelo Espírito, andemos também pelo Espírito” (Versos 24 e 25, NVI). A passagem me faz lembrar de um antigo ditado: “Prefiro ver a ouvir um sermão, seja qual for o momento”.
O cristianismo, hoje, está diante do maior desafio que já enfrentou. Os seres humanos, rebeldes morais, exigem liberdade – liberdade de toda restrição, liberdade para fazer o que quiserem, liberdade de todo controle. Homens, mulheres e crianças declaram: “Ninguém vai me dizer o que devo ler. Vou ler o que quero; irei aonde quiser ir; farei o que quero fazer”. As pessoas querem andar do seu jeito, mas na verdade estão tropeçando, tateando e resmungando na escuridão, apalpando uma saída do atoleiro e da confusão em que se meteram. A humanidade deseja encontrar suas próprias respostas.
Como cristãos, sabemos que existe apenas uma resposta, somente um caminho para a verdadeira liberdade, só uma porta para uma vida feliz – submeter-nos ao Espírito de Deus e viver para Jesus, produzindo assim uma colheita de frutos convidativos e atraentes. Frutos Classe A. O fruto de uma íntima ligação diária com Jesus.

H.M.S. Richards Jr

Comentários