Pular para o conteúdo principal

O Sorriso de Deus Meditação da Mulher

Peça e Confie
Vocês precisam perseverar, de modo que, quando tiverem feito a vontade de Deus, recebam o que Ele prometeu. Hebreus 10:36
Em uma campanha de doação de sangue que houve na Igreja Adventista em 1996, descobri que estava com o vírus da hepatite C. Nunca descobriram como o adquiri. Eu estava casada fazia três anos e, pela graça de Deus, meu esposo não estava infectado. Comecei a fazer o tratamento com três vacinas semanais e fiquei apavorada, pois as reações eram terríveis (dor, febre, perda de peso e cabelo). Não aguentei o tratamento e parei após três meses. Tive dois filhos e, em Sua misericórdia, o Senhor os protegeu; pois, apesar de tê-los amamentado, eles não contraíram o vírus.
Em 2008, fiz novos exames e descobri que meu fígado estava bem compro­metido. Precisaria agora fazer um tratamento muito rigoroso e não poderia deixar para depois. Naquela fase de minha vida, apeguei-me mais a Deus e mudei minha vida espiritual.
Foi um período muito difícil, pois tanto eu quanto meu esposo estávamos desempregados. Oramos a Deus e eu comecei a trabalhar em um núcleo mantido pela ADRA. Dois dias depois, meu esposo também começou a trabalhar em outro núcleo da ADRA. O tratamento foi doloroso, pois as vacinas me deixavam debilitada. Eu tinha que trabalhar e cuidar de meus filhos. Muitas vezes desejei abandonar tudo.
Meu médico pediu autorização para o SUS para a liberação de dez ampolas de vacina. Como a vacina era muito cara, o SUS liberou apenas três ampolas. No entanto, Deus me abençoou de tal forma que comecei a me recuperar. O médico ficou tão admirado que quis saber o que estava acontecendo comigo. Então percebi que, por intermédio de minha doença, eu deveria testemunhar de Deus para o médico e para as pessoas que estavam em tratamento comigo. Nas consultas no hospital, os pacientes queriam conhecer a mulher que estava sendo curada da hepatite C, e eu sempre falava: "Deus vai me curar totalmente. Vocês vão ver."
Deus sempre vai além do que pedimos, e eu fui curada. Ele restaurou minha vida e minha saúde. Hoje, eu louvo a Deus e agradeço-Lhe por ter dado paci­ência ao meu esposo, que me ajudou muito durante todo o tempo. Também sou grata por minha família, irmãos e amigos que me apoiaram tanto.
Vale a pena confiar e esperar no Senhor, pois aquele que O busca sempre O encontra.
Maria de Lourdes Mendonça de Souza

Nunca Desista do Seu Sonho
Pois, dada a ordem, com a voz do arcanjo e o ressoar da trombeta de Deus, o próprio Senhor descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro. 1 Tessalonicenscs 4:16
Costumávamos nos reunir todas as quintas-feiras à noite em uma sala, nos fundos da igreja, para o encontro do grupo do Ministério da Mulher.
Naquela noite, pedi que cada mulher escrevesse seu maior sonho em um pedaço de papel e o colocasse dentro de um balão, que deveria ser inflado. En­treguei também um palito de dente para cada uma delas e as incentivei a fazerem de tudo para defender seus sonhos.
Poucos minutos depois, não restava nem um único balão inteiro. Expliquei-lhes, então, que havia pedido apenas que defendessem seu sonho e não que destruíssem o sonho das outras.
Ali estava uma importante lição: devemos aprender a respeitar os sonhos do nosso próximo. Afinal, para defender seu sonho, você não precisa destruir o dos outros. Todas podemos todas ter nossos sonhos realizados, pois Deus é generoso e nenhum bem sonega às Suas filhas.
Sabe, amiga, nesta vida de pecados temos muitas lutas, dores e tristezas. No entanto, Jesus nos promete que tudo isso irá terminar. Ele virá nos buscar e nosso maior sonho será realizado.
Todas nós temos sonhos, mas não sabemos quais se realizarão. Apenas Deus, o Senhor, é quem sabe. Ele é o único que pode nos ajudar a realizá-los.
Eu também tenho um grande sonho. Meu maior sonho, hoje, é estar prepa­rada para, quando Cristo voltar, poder reencontrar as pessoas amadas que já se foram, como a minha querida mãezinha, Neusa Maria Braga, e também outras pessoas amadas que foram muito importantes em minha vida, como minhas avós e meu avô. Sinto muita falta dessas e outras pessoas que hoje dormem o sono dos justos. Meu coração é consolado pela esperança do breve reencontro que Deus prometeu a todos os que a Ele entregarem seus sonhos e a vida na Terra.
Esse dia, sim, será sublime! Quando todo olho verá o Filho de Deus, e tudo será transformado. Quer você também participar desse lindo e magnífico dia da volta de Jesus? Por que não entrega hoje seus sonhos a Deus e espera para ver como Ele os devolverá? Tenho certeza de que, no tempo certo, o Senhor realizará cada um dos sonhos que acariciamos no coração, de maneiras que jamais poderíamos imaginar. Entregue seus sonhos a Deus!
Priscila Braga Maffei

Dons
E Ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres, com o fim de preparar os santos para a obra do ministério, para que o corpo de Cristo seja edificado. Efésios 4:11, 12
Tudo começou em um encontro de mulheres, esposas de pastores, em 2009. Algumas mulheres testemunharam sobre os diferentes dons que cada uma tinha e como os utilizavam para falar de Jesus a outras pessoas. Um desses tes­temunhos era sobre uma conferência que uma esposa de pastor havia realizado. Nasceu em mim o desejo de um dia também realizar uma série evangelística.
Quando participei do congresso do Ministério da Mulher, atendi ao apelo para fazer um evangelismo ainda naquele ano. Ao voltar para casa, conversei com meu esposo, e juntos começamos a fazer os planos para alcançar o objetivo. A proposta foi lançada à igreja de Coité III e os irmãos aceitaram prontamente. Iniciamos a preparação da igreja e do campo. Os membros já estavam dando vários estudos bíblicos e algumas pessoas estavam se preparando para o batismo.
Quando me dirigia para a igreja, à tarde, o inimigo se mostrou enfurecido com o trabalho. Eu e uma amiga estávamos de moto quando um rapaz embriagado, vindo em outra moto, colidiu violentamente na traseira da moto em que está­vamos. Fomos lançadas longe. Graças a Deus, os ferimentos não foram capazes de nos desviar de nosso objetivo.
Iniciamos as pregações. Várias pessoas estavam assistindo às reuniões. Apesar de estar acostumada a pregar nas igrejas, eu pensava que não conseguiria fazê-lo em uma conferência. Prender a atenção de um auditório durante 21 noites não seria fácil. Tive medo. Meu esposo nem sempre podia ir comigo, pois tinha as igrejas do distrito para atender. Algumas noites, tive que dormir sozinha em casa e, para uma recém-casada, isso não era muito agradável. Temi também que as pessoas não se decidissem pelo batismo. No entanto, tinha consciência de que nosso trabalho é pregar e orar. A conversão é obra do Senhor.
Perto do fim das pregações, quatro pessoas foram batizadas. Algumas outras atenderam ao apelo e pediram estudos bíblicos. Durante aqueles dias, senti que havia crescido espiritualmente e me prontifiquei a realizar outra conferência.
Que tal juntar-se você também ao exército de Cristo e usar os dons que Ele lhe deu para ajudar a libertar pessoas que ainda estão algemadas ao pecado?
Débora Rios Lima Almeida

Arco-Íris
Lancem sobre Ele toda a sua ansiedade, porque Ele tem cuidado de vocês. 1 Pedro 5:7
Fazia uma semana que eu havia completado 18 anos de idade. Em resposta às minhas orações, entendi que era a vontade de Deus que eu fosse estudar no IAENE, na Bahia, cerca de 2.500 km de minha casa, para cursar Pedagogia. Os preparativos tinham sido feitos e eu estava pronta para partir. Algumas amigas já haviam se despedido. Outras estavam na rodoviária com minha mãe e minha irmã.
As 22h, eu tomaria o ônibus em direção ao colégio. A despedida não foi fácil. Afinal, nunca é agradável afastar-se de quem se ama.
Eu tinha feito um trato com Deus, pois precisava ter certeza de que era isso o que Ele queria para a minha vida. Disse-Lhe que, se era para eu estudar tão longe de casa, o Senhor precisava encaminhar todas as coisas e nada poderia dar errado. O primeiro milagre foi eu ter conseguido uma bolsa parcial para realizar meus estudos.
Agora, dentro do ônibus, eu me sentia triste demais com a separação dos queridos. E ainda teria que fazer uma conexão na rodoviária de Belo Horizonte. Foi nessa parte da viagem que mais me angustiei.
No entanto, Deus tinha algo especial preparado para mim. Ao entardecer, saindo de Belo Horizonte, mesmo com o sol ainda brilhando, olhei pela janela do ônibus e avistei o mais belo arco-íris que já vi. Para mim, era o símbolo da proteção e direção de Deus. Eu não precisava temer.
Deus cuidou de tudo. Após um ano, consegui uma bolsa integral, que me permitiu concluir minha faculdade. Conheci pessoas maravilhosas e aprendi muitas coisas importantes para minha vida. Sou casada com uma pessoa ma­ravilhosa, que conheci logo após minha chegada ao IAENE. Desenvolvemos um ministério na Bahia, um lugar especial que Deus preparou para nós.
Passei por vários momentos difíceis, e ainda passo, pois continuamos longe da família, mas nunca me esquecerei daquele arco-íris, que representou o sorriso de Deus para mim e a lembrança de que não haveria nada a temer, pois Ele estaria comigo. Obrigada, Senhor, por Teus planos maravilhosos!
Marili Rute Vivan Silva

Amizade
Existe amigo mais apegado que um irmão. Provérbios 18:24
Filipe e Erasmo são dois amigos que se conheceram no Rol do Berço, na Escola Sabatina. Eles cresceram juntos no Clube de Desbravadores e estudaram na mesma sala na escola adventista, desde o pré até o ensino médio. Viveram muitas aventuras, como bons alunos e bons filhos. Aproveitaram bastante a adolescên­cia. Então, chegou o tempo do temido vestibular. Acabaram-se os folguedos, as festas e os acampamentos. Agora era só estudar e estudar.
Os dois amigos montaram um plano fantástico, já que o vestibular se parecia mais com uma guerra. Combinaram de eliminar de sua dieta qualquer tipo de alimento de origem animal. Priorizaram a alimentação à base de frutas, verduras, legumes e cereais. Substituíram refrigerantes por suco puro ou água. Faziam atividades físicas todas as manhãs e oravam pedindo sabedoria antes de abrir as apostilas. Isolavam-se dos barulhos, refugiando-se no apartamento para visitas no terceiro andar do prédio da igreja, e lá ficavam resolvendo os simulados das 8h às 18h. Só saíam para as refeições.
Os dois se inscreveram na FUVEST e, depois de muita renúncia e dedicação, foram aprovados na primeira fase. Entretanto, isso não bastava. Ainda haveria a seleção da segunda fase. E lá estavam eles no mesmo ritmo, estudando na igreja todos os dias, o dia todo.
Chegou o dia da prova. Eles estavam em paz, pois haviam feito seu melhor. Uma semana depois, recebi o jornal. Fui conferir os nomes nas listas, pois ambos haviam sido meus alunos. Aprovados! Saí correndo para dar-lhes a no­tícia. O plano funcionou! Parabéns! Louvado seja Deus! Os dois passaram na Universidade Estadual de São Paulo (USP), uma das faculdades públicas mais conceituadas do Brasil.
A estratégia usada também foi uma ferramenta excelente de resiliência diante de novos desafios universitários, onde muitas vezes seus princípios e valores foram testados. No entanto, eles venceram todas as batalhas.
Atualmente, Filipe é publicitário e trabalha no interior de São Paulo. É ativo participante nas atividades da igreja. Erasmo é arquiteto. Durante a graduação, ajudou a fundar o primeiro CAJU (Centro Adventista de Jovens Universitários). Faz mestrado na USP e nas férias de 2014 foi para o Egito servir como voluntário na janela 10-40.
Se você tem um grande desafio, experimente a estratégia infalível. A vitória vem quando aliamos o esforço humano ao poder divino. É o Senhor quem garante: "Não fui Eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar" (Josué 1:9).
Maria Olga da Rosa

O Sorriso de Deus Meditação da Mulher CPB
Setembro
 

Comentários

Postagens mais antigas

Vivendo Seu Amor - Meditação da Mulher

Conexão viva com o Salvador Pois a sua ira só dura um instante, mas o Seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria. Salmo 30:5 Quais têm sido os pedidos que muitas de nós fazemos em oração? Uma viva ligação com nosso Salvador, certo? Fazemos isso ao adorar, louvar, orar, relacionar-nos e testemunhar, onde quer que estejamos. Com o que se parece essa viva ligação na vida cotidiana? Minha amiga me ajuda a entender melhor, pois ela procura viver cada momento em ligação com Cristo. Por exemplo, todos os dias, quando minha amiga vai para o chuveiro, ela usa esse tempo como oportunidade para cantar hinos que louvam e engrandecem o nome de Deus. Às vezes, ela compõe cânticos para glorificá-Lo. Certa vez, quando essa amiga olhou pela janela da cozinha, viu o formato de uma ovelha nas nuvens. Ela sentiu que aquilo era um lembrete de Deus para ela, de que o Cordeiro que foi "morto desde a criação do mundo" (Ap 13:8) está para voltar um dia,…

Aceite o perdão

O Verdadeiro Tesouro Mateus 6: 19 a 21

Itamar de Paula Marques

19 - Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a traça e o caruncho os corroem e onde os ladrões arrombam e roubam. NÃO AJUNTEIS PARA VÓS TESOUROS - Literalmente: não sigais fazendo tesouros ou deixai de fazer tesouros. A acumulação de bens terrenos geralmente se deve ao desejo de ter segurança no futuro e reflete temor e incerteza. Jesus indica aos que querem ser cidadãos de seu reino que a posse de riquezas materiais é um motivo de ansiedade mais do que um meio de liberar-se dela. O cristão não se angustia pelas necessidades materiais da vida porque confia em que Deus as conhece e lhe dará o que lhe faça falta versos 31 a 34. Como destaca Paulo, isto não significa que o cristão será indolente ante suas próprias necessidades e as de sua família. Empenhai a vossa honra em levar vida tranqüila, ocupar-vos dos vossos negócios, e trabalhar com vossas mãos conforme as nossas diretrizes.I Tessalonicenses 4: 11; II Tessalonicenses 3: 10; I Timóteo 5: 8. Mateus 6: 1…

Sublime Esperança

Sublime Esperança
A Bendita Esperança Vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente. Tito 2:12

Somos exortados a viver sóbria, correta e piedosamente no mundo presente, e a esperar o glorioso aparecimento do grande Deus e Salvador Jesus Cristo. (...)

O tempo exato da segunda vinda de Cristo não nos é revelado. Jesus disse: "A respeito daquele dia e hora ninguém sabe" (Mt 24:36). Mas Ele também deixou sinais de Sua vinda, ao dizer: "Quando virdes todas estas coisas, sabei que está próximo, às portas" (v. 33). E disse-lhes que quando os sinais da Sua vinda surgissem, eles deviam exultar e erguer a cabeça, porque a redenção deles estaria próxima. Tendo em vista essas coisas, o apóstolo escreveu: "Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia" (1Ts 5:4, 5). Como não sabemos a hora da vinda de Cristo, precisamos viver sóbria e piedosamen…

Ciência e Religião

O benefício da dúvida
Deu no site da revista Ciência Hoje: “Karl Popper, um dos filósofos mais influentes do século passado, apontou para o fato de que, para ser validada, uma teoria científica deve necessariamente ser confrontada, desafiada, falseada. Dizia que, do contrário, a teoria poderia se tornar dogma – e qualquer dogma, para Popper, seria terrível para a ciência.” A matéria aponta, ainda, a coincidência entre o raciocínio de Popper e um texto publicado pelo jornal britânico The Guardian e repercute pesquisa realizada pela revista eletrônica Edge, que faz, todo ano, uma pergunta para centenas de especialistas de áreas distintas com o objetivo de colher tendências. A pergunta daquele ano foi: “Qual conceito científico poderia aprimorar a ferramenta cognitiva de uma pessoa?” “Artistas, cientistas e filósofos responderam à questão. Surpreendentemente, muitos deles destacaram a relevância dos erros, das incertezas e dúvidas para a ciência e ressaltaram a importância de…

A vida que vale a pena

Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. João 10:10, ARA “A maneira como vivemos é mais importante do que quanto tempo vivemos.” Encontrei essa frase e a história abaixo no livro A Revolução do Espírito, que, entre outros relatos, retrata a vida de Svea Flood. Ela e o esposo, David, em 1921, deixaram a Suécia, depois de aceitar o chamado divino para serem missionários no Congo. Com outro casal de missionários, resolveram evangelizar uma região remota do país. Chegaram à vila de N’dolera, mas não foram aceitos ali, pois o chefe tribal acreditava que se permitisse a presença dos missionários, os deuses locais ficariam insatisfeitos e abandonariam a região. Mesmo com a recusa, resolveram não desistir e se estabeleceram em uma montanha próximo à tribo, onde construíram cabanas de barro enquanto oravam para terem oportunidade de evangelizar o lugar. Isolados na montanha, a única pessoa com quem podiam ter contato era um menino, que havia sido autorizado a visitá-…

Alimentação: O que é preciso entender sobre a dieta de Adão e Eva?

“E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento”. Gênesis 1:29
Já no primeiro capítulo da Bíblia, existe uma orientação sobre qual deveria ser a alimentação do ser humano. Mas é importante compreender quais alimentos faziam parte desta alimentação original. Toda erva que dê semente é uma expressão que faz referência aos cereais (arroz, trigo, aveia, milho, centeio e cevada) e às leguminosas (feijões, grão de bico, lentilha, ervilha, soja, tremoço e amendoim).
E toda árvore, em que há fruto e que dê semente é uma referência agora são as frutas e também as sementes oleaginosas (castanhas em geral). Isso vos será para mantimento, ou seja, essa era a alimentação original de Adão e Eva. Devemos lembrar que Deus sempre tem lições para nos ensinar por meio da sua palavra. No contexto em que Adão e Eva vivam no Éden, onde não havia morte essa deveria se…

A didática da repetição

“Quando, pois, deres esmola, não toques trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa” (Mateus 6:2).
Três vezes no capítulo 6 Jesus utiliza o mesmo padrão para atingir Seu objetivo. Ele sabia que a mente humana enfraquecida pelo pecado precisa ouvir as coisas mais de uma vez para assimilar uma lição. E Jesus é o mestre por excelência.
Repare no Seu estilo. Primeiro, Ele delineia o princípio geral no versículo inicial: Não pratique atos piedosos para ser visto pelos outros. Os que assim procedem não receberão outra recompensa a não ser sua própria atitude egocêntrica. Depois, Ele passa a ilustrar essa lição principal a respeito da esmola (versos 2 a 4), da oração (versos 5 e 6) e do jejum (versos 16 a 18).
Todas as três ilustrações seguem o mesmo padrão. Primeiro, vem a descrição da falsa forma de piedade, que se concentra na exibição pública da “santid…

Crianças

Dois irmãos, dois destinos