Contagem regressiva

“Tendo-o provado, Jesus disse: “Está consumado!” Com isso, curvou a cabeça e entregou o espírito” (João 19:30, NVI).
“A postos… 10, 9, 8, 7, 6, 5, 4, 3, 2, 1, 0 – Lançamento!” Uma contagem regressiva no Cabo Canaveral tornou-se tão rotineira que raramente aparece no noticiário da noite. Outra contagem regressiva ocorreu há dois mil anos. Envolvendo o Universo inteiro, foi dirigida não por algum comandante de uma nave moderna, mas pelo Capitão de nossa salvação, Jesus Cristo. O local não foi o Cabo Canaveral, mas o ponto culminante de toda a História – a cruz do Calvário… 3… 2…. 1… Vitória! “Está consumado!” A notícia do divino ato de sacrifício de Cristo pela raça humana reverberou por todo o Universo.
A morte de Cristo no Calvário reconciliou Deus com a humanidade, pois estavam separados pelo pecado. O povo da Galiléia sabia do que João Batista estava falando, quando ele se referiu a Jesus desta maneira: “Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo!” (João 1:29). Na morte de Cristo por nossos pecados, Ele Se colocou no lugar do pecador culpado. Ele morreu minha morte para que eu vivesse a Sua vida! A cruz significava muito para o apóstolo Paulo. Quando outros lhe perguntavam qual era a sua mensagem, respondia: “Nós pregamos a Cristo crucificado” (1 Co 1:23).
Hoje muitos se esquecem do maior evento de toda a História – a contagem regressiva da cruz! Muitos estão em busca de panaceias produzidas por homens ou de sabedoria e felicidade nas filosofias da Nova Era. A humanidade hoje luta com os mesmos problemas filosóficos que preocupavam Platão e Aristóteles. Mas simplesmente não existe escape do problema do pecado a não ser a cruz. É nossa única esperança. Junto à cruz, encontramos a justiça de Deus perfeitamente manifestada, a misericórdia de Deus maravilhosamente estendida ao pecador.
Jesus morreu para que você e eu pudéssemos viver. “Com Seus próprios méritos, Cristo estabeleceu uma ponte através do abismo que o pecado havia cavado, de modo que os anjos podem manter comunicação com o ser humano. Cristo une o homem caído, em sua fraqueza e desamparo, à Fonte do poder sem limites.” – Caminho a Cristo, pág. 20. Hoje, quando os cristãos ao redor do mundo olham mais uma vez para a cruz, que a contagem regressiva de Cristo para a eternidade tome conta de nossa vida!

H.M.S. Richards Jr.

Comentários