17 de outubro de 2015

Escada do Céu - O Guerreiro Celestial

Os que confiam em Ti não sofrerão a vergonha da derrota. Salmo 25:3
 


O fugitivo Jacó estava exausto. Havia corrido que nem leopardo até sentir­-se, finalmente, pesado feito elefante. Achou uma pedra para encostar a cabeça e foi envolvido por um sono intenso. Depois de roubar a primogenitura do irmão, ele merecia um pesadelo daqueles que dão um desejo desesperador de acordar.

Mas aconteceu o contrário: ao invés de se assustar com imagens aterrorizantes, ele sonhou com o Céu! Já pensou? Deveria imaginar a cadeia; no entanto, visualizou uma escada. E para quem precisava de um carcereiro, encontrou-se com anjos. Que fantástica maneira de Deus nos ensinar a lição do perdão, da salvação e da restauração, não é? 


Por curiosidade, você sabe onde fica a maior escadaria do mundo? Ela está num dos países mais lindos e cobertos de neve do planeta: a encantadora Suíça. Lá, existe uma montanha triangular chamada Niessen, que também é apelidada de Pirâmide Suíça. Para chegar até seu cume, com 2.363 metros de altura, existe um bondinho muito charmoso. E ao lado dos trilhos? Uma escadaria que dá dor nas pernas só de olhar. Sabe por quê? Ora, ela tem 11.674 degraus! Isso daria mais do que 52 vezes toda a escadaria do Cristo Redentor, no Rio de Janeiro. Que tal? Também equivaleria a subir seis edifícios Empire State, em Nova York. Sua quase infinita escadaria só é aberta uma vez por ano para uma competição de “maratonistas de escadas”. E, com certeza, muitos que arriscam a enorme subida vão ficando pelo caminho à espera da carona do bondinho salvador dos desistentes. E aí? Topa viajar até lá?
 

A escadaria do sonho de Jacó era ainda maior do que a de Niessen. Aquela, sim, subia até o Céu. E os anjos – que subiam e desciam – revelavam o intenso trabalho divino em conectar nossa vida de lutas e frustrações com a eternidade junto ao trono de Deus. Jacó acordou do sono profundo, esfregou bem os olhos para conferir a realidade e saiu convencido de que teria uma chance de reconstruir sua vida.

Com você é a mesma coisa! Acredite que o nosso Deus é o Senhor da segunda chance – e da terceira, da quarta, e por aí vai. Apenas siga pelos degraus certos, confiando que não há esforço no mundo que não compense a vida eterna com Cristo.
Preparado para subir acima das nuvens? (Inspiração Juvenil)
 *

Então disse o homem: “Seu nome não será mais  
Jacó, mas sim Israel porque você lutou com 
 Deus e com homens e venceu.” Gênesis 32:28


Você já notou a maneira peculiar com que a Bíblia chama o povo escolhido de Deus, os judeus, no Antigo Testamento? Seu famoso ancestral foi Abraão, homem de muita fé (e mais algumas fraquezas humanas). Não seria estranho se o povo escolhido fosse chamado de “filhos de Abraão”, mas em vez disso são chamados “filhos de Israel”.

Israel? Esse é o outro nome de Jacó, o grande enganador do Antigo Testamento. Ele enganou o pai idoso e cego; enganou o irmão, Esaú, e enganou o tio, Labão. Como Deus foi capaz de colocar o nome desse personagem dúbio em Seu povo?

A resposta é graça! Deus fez por Jacó o que fez por muitos enganadores e pessoas de mau caráter ao longo dos séculos, e o que Ele ainda faz hoje: concede-lhes uma segunda chance, e uma terceira, depois uma quarta. Deus continua amando essas pessoas, convidando-as para voltar, guiando-as pelo mesmo caminho que caíram tantas vezes, ensinando-as até o dia em que acordam e Lhe permitem ser o Senhor de sua vida. A partir de então, elas se tornam diferentes, transformadas, novos homens e mulheres. Jacó se torna Israel.

Deus trabalhou com Jacó por muito, muito tempo. Quem sabe Jacó estava começando a acordar, mas o ponto crucial ocorreu numa noite específica. Jacó estava retornando para Canaã, regressando como um homem rico com duas esposas, onze filhos e uma filha e um vasto rebanho. Foi nessa ocasião que recebeu uma mensagem que o deixou apavorado: Esaú estava indo ao seu encontro acompanhado de 400 homens! Jacó enviou as mulheres, as crianças e os animais para a outra margem do rio Jaboque e planejou passar aquela noite terrível em oração.

De repente, foi atacado. Um homem o agarrou e lutou com ele. Jacó lutou para salvar a vida. Mas, à medida que a luta prosseguia, começou a perceber que não estava lutando com um guerreiro qualquer. De forma alguma! Era Jesus, que ainda hoje vem a nós, que luta para nos trazer a vida nova que Ele oferece.

Jacó encontrou vida nova, e um novo nome, Israel, que significa “aquele que luta com Deus”.


Fonte: Meditações Diárias

Nenhum comentário:

Postar um comentário