15 de outubro de 2015

Graça sustentadora

“Para impedir que eu me exaltasse por causa da grandeza dessas revelações, foi-me dado um espinho na carne, um mensageiro de Satanás, para me atormentar. Três vezes roguei ao Senhor que o tirasse de mim. Mas Ele me disse:  ‘Minha graça é suficiente para você, pois o Meu poder se aperfeiçoa na fraqueza” (2Co 12:7-9).
Um espinho na carne. Que imagem viva. A ponta afiada de um espinho penetra a pele macia da vida e se aloja abaixo da superfície. Cada passo é um lembrete do espinho na carne.
O câncer no corpo.
A tristeza no coração.
O filho no centro de reabilitação.
As lágrimas no meio da noite.
“Tire-o”, você pediu. Não uma, nem duas, nem mesmo três vezes. Você já superou o número de orações de Paulo. A ferida irradia dor e você não vê sinal de pinças descendo do céu. Mas o que você ouve é isto: “Minha graça é suficiente para você”.
A graça assume uma dimensão adicional aqui. Paulo está se referindo à graça sustentadora. A graça salvadora nos salva de nossos pecados. A graça sustentadora nos encontra no momento de necessidade e nos equipa com coragem, sabedoria e força.  Ela nos surpreende no meio de nossa tragédia pessoal com amplos recursos de fé. A graça sustentadora não promete a ausência de luta, mas a presença de Deus.
Ore comigo, agora: “Senhor Jesus, ousamos firmar nossa esperança na notícia mais feliz de todas: se Tu permites o desafio, Tu forneces a graça para enfrenta-lo. Com uma clara compreensão da Tua graça, podemos amar com ousadia, viver de forma robusta e seguir adiante corajosamente”.

Max Lucado

Nenhum comentário:

Postar um comentário