Pular para o conteúdo principal

Cada Dia uma Nova História - Inspiração Juvenil

Na hora do almoço
Que as suas conversas sejam sempre agradáveis e de bom gosto, e que vocês saibam também como responder a cada pessoa! Colossenses 4:6
Os almoços dos fins de semana eram os únicos momentos em que toda a fa­mília se reunia, Nos demais dias, os filhos chegavam e saíam em períodos diferentes; o pai trabalhava o dia todo e sempre almoçava fora; e, a mãe, que era decoradora, não tinha horário definido para visitar clientes.
No fim de semana, tudo deveria ser diferente, pois ficavam juntos no sába­do e no domingo, A mãe sempre preparava algo especial e todos se sentavam juntos à mesa, reunidos como uma verdadeira família. Embora esse fosse um momento propício para conversar, isso não ocorria, porque cada um trazia con­sigo um intruso.
O filho mais novo vinha com fones de ouvido. O do meio, brincando com um tablet e a irmã mais nova, mesmo almoçando, conversava com alguma amiga no chat pelo smartphone. O pai parecia não se esquecer da correria e tensão da semana e a mãe ficava emburrada porque ninguém aproveitava o momento para dialogar.
Como é o horário de almoço em sua casa? A família se reúne para partilhar o alimento ou cada um tem algum compromisso nessa hora? Vocês trazem "intrusos" para a mesa quando estão juntos? Almoçam enquanto assistem à televisão, falam ao telefone ou postam em redes sociais?
Esse encontro à mesa é um ótimo momento para conversar sobre assuntos agradáveis. E a oportunidade de falar um pouco sobre fatos cotidianos, desafios a serem superados, situações engraçadas ou gratificantes que aconteceram.
E indispensável aproveitar a ocasião em que todos estão reunidos para aproximar-se ainda mais uns dos outros, aconselhando-se e compartilhando vitó­rias e derrotas do dia a dia.
Não leve intrusos para a mesa. Eles poderão interromper esse momento singular com sua família. A hora do almoço é uma ocasião em que você pode conversar com seus familiares de forma agradável. Não desperdice esse tempo com programas de televisão, redes sociais ou outras distrações.


Silêncio
Eu Te louvo, ó Deus. Não fiques assim silencioso. Salmo 109:1
Em 1992, eu fui para um internato adventista no estado do Paraná, Éramos quatro amigos em nosso apartamento e nos comportávamos muito bem. Não tínhamos qualquer problema com os dirigentes do colégio ou do dormi­tório masculino. Nosso preceptor, o pastor Rui Lopes, gostava de nós e sempre conversava conosco sobre nossas dúvidas bíblicas. Eu era muito interessado, pois nunca tivera acesso a alguém que possuísse tamanho conhecimento teológico. Dialogávamos nos horários de estudo, quando o pastor respondia aos nossos questionamentos sempre com um versículo da Palavra de Deus.
Apesar do nosso bom comportamento e interesse pela Bíblia, certa vez ocorreu um evento que nos marcou. Numa noite, o prédio masculino ficou às escuras devido a uma queda de energia. Quando isso aconteceu, alguns alunos aproveitaram para badernar. Eles correram em direção às janelas dos quartos e começaram a imitar animais diversos, chamando essa "brincadeira" de Arca de Noé. Era possível ouvir sons de cachorros, leões, elefantes, cavalos, entre muitos outros animais.
Seguindo o exemplo dos colegas, eu e meus amigos fomos à janela e nos jun­tamos ao coro da Arca de Noé, relinchando, urrando e berrando. De repente, nossa porta se abriu e, com uma lanterna na mão, o pastor Rui nos iluminou.
- Eu não esperava isso de vocês - disse. - Jamais imaginaria que vocês se juntassem a esse tipo de bagunça. - Ele fechou a porta e saiu em silêncio,
Fiquei muito chateado por ter entristecido o homem que estava quase todos os dias conosco, conversando sobre Jesus e Sua Palavra. Entretanto, o que mais me marcou, foi o fato de ele não nos repreender duramente. Sua decepção foi tão grande que ele saiu em silêncio.
Sempre corremos o risco de nos desviar dos planos de Deus e, com isso, decepcioná-Lo. Ele não atira raios em nossa cabeça, bem como não enche nos­sa vida de maldições. Às vezes, o Senhor fica apenas em silêncio, movendo-Se suavemente em nossa mente por meio do Santo Espírito. Ele espera que to­memos consciência de nossos atos pecaminosos. Se você cometeu algum erro e está sentindo o silêncio de Deus, confesse seus pecados a Ele e volte a ter um relacionamento real com o Salvador.

Envergonhado
Você é o meu filho querido, a resposta das minhas orações. O que lhe direi? Provérbios 31:2
A nova foto publicada na rede social deixou Felipe envergonhado. Sua mãe ha­via ingressado no Facebook e, com frequência, escrevia elogios em seu perfil ou publicava fotos antigas e cheias de elogios e comentários do tipo: "Este é meu filho lindo e maravilhoso", "Eu amo este meu menino", "Mamãe te ama, filho!"
O rosto do garoto ficava vermelho quando via essas anotações, mas tinha receio de falar algo que a magoasse. Mesmo assim, ele desmarcava seu nome de algumas imagens e comentários, para que, dessa maneira, não aparecessem para seus amigos na rede.
Felipe achava constrangedor quando a mãe surgia em seu perfil e comenta­va assuntos que ele estava debatendo com seus amigos. Ele considerava inoportunas as opiniões que ela emitia, pois não tinha sido chamada para participar da conversa.
Aos poucos, o jovem se constrangeu ainda mais, achando que a mãe o colocava em situações desagradáveis. Certa vez, ela lhe perguntou quem era a menina bonita que estava conversando com ele em um determinado post. Nessa ocasião, ele se desculpou com a amiga pela intromissão, mas ouviu a moça lhe dizer: "Acho lindo como ela cuida de você e o carinho que demonstra. Creio que é uma forma de dizer que o ama e que se orgulha muito do filho que tem."
Não havia outra verdade além dessa. Mães e pais nos amam tanto que às vezes não sabem como expressar esse sentimento. O que você considera motivo de vergonha é, na verdade, uma forma de seus pais dizerem que admiram o filho que Deus lhes deu de presente,
Não fique constrangido quando seus pais mostrarem álbuns com fotos anti­gas ou declararem publicamente o que sentem por você. Para eles, você é o filho querido e a resposta às suas orações. Ame-os com muita intensidade, pois você é o maior tesouro da vida deles!

Máquina perfeita
Ó Senhor, é por causa das coisas que Tu fazes que todos nós vivemos; e eu também estou vivo por causa delas. Dá-me saúde afim de que eu viva! Isaías 38:16
Iuri tinha 42 anos e aparentava ter menos idade. O mesmo ocorria com seu pai, senhor Osvaldo, com mais de 65 anos. Ambos tinham uma dieta balanceada, composta de legumes, verduras, castanhas, arroz, farinhas integrais e sucos naturais.
Eles não consumiam carnes, refrigerantes e uma grande quantidade de produtos industrializados. Além disso, Iuri e o senhor Osvaldo costumavam caminhar juntos em pelo menos três dias da semana, aproveitando para dialogar sobre o trabalho, filhos e netos. Ambos cuidavam muito bem do corpo e o resultado era visível, pois esbanjavam saúde e bem-estar.
Ellen White escreveu que "Deus é o grande zelador do organismo humano. Ao cuidarmos do nosso corpo devemos cooperar com Ele. O amor de Deus é necessário à vida e à saúde. A fim de que tenhamos saúde perfeita nosso coração deve estar cheio de esperança, amor e alegria" (Conselhos Sobre Saúde, p. 587).
Cuidados especiais com a alimentação, exercícios físicos e bons relaciona­mentos nos deixam mais saudáveis e felizes. Provérbios 15:13 diz: "A alegria embeleza o rosto", ou seja, nosso semblante reflete a saúde de nosso corpo e espírito.
Nossa estrutura física é uma máquina perfeita criada por Deus; mas, para manter todas as suas funções, é necessário cuidar bem dela. A alimentação saudável é uma das maneiras de garantir que todas as suas "engrenagens" funcionem adequadamente. Alimentos gordurosos, condimentados e industrializados ajudam a destruí-lo e a ausência de exercícios físicos promove o adoecimento. Não podemos nos esquecer do bem-estar emocional, pois devemos cultivar bons relacionamentos para que a mente e o corpo funcionem em completa harmonia.
Se você deseja viver melhor, escolha bem sua nutrição e reserve tempo para a prática de atividades físicas. Não se esqueça, também, de conversar e conviver com quem você ama. Dessa forma, sua máquina perfeita será ainda mais eficiente, ajudando-o a ter mais comunhão com Deus e as pessoas.

O sábio uso do tempo
Quem cultiva a sua terra tem comida com fartura, mas quem gasta o tempo com coisas sem importância não tem juízo. Provérbios 12:11
O relógio indicava que a hora passava rapidamente para Rubens. A vida estava mais corrida que nunca e sua frase típica era: "Tempo é lenda!"; pois parecia não conseguir encaixar mais nada em sua agenda tumultuada.
Eleja acordava cansado e, com passos trôpegos, vestia a roupa e corria para o escritório. Com sono, seu trabalho rendia pouco e sua mesa estava sempre repleta de documentos. Almoçava em uma lanchonete e, enquanto comia, era comum seu celular tocar, anunciando alguma emergência na empresa. Ele engolia o que estava lanchando e corria para atender ao setor que o requisitava.
Quase todos os departamentos da empresa lhe enviavam trabalho ou pe­diam opinião a respeito da execução de algum projeto. Sem saber delegar atribuições, Rubens absorvia todas as questões e resolvia pouco. Sua produtividade estava baixa e sua saúde cada vez pior. Ele sofria de insônia e dores no estômago, decorrentes de uma úlcera.
Quando voltava para casa, Rubens novamente se alimentava mal, jogava-se na poltrona, cochilava um pouco e depois acessava um jogo online no compu­tador "só para se distrair". Ficava tão distraído que só dormia depois das 3h da manhã. Assim, recomeçava o ciclo: dormir pouco, acordar cansado, produzir menos, alimentar-se mal.
Rubens estava desperdiçando tempo de maneira inútil, sem explorar seu verdadeiro potencial. Você já se sentiu assim? Como você tem organizado seu tempo? Você tem horário certo para estudar, divertir-se, alimentar-se e descansar?
O tempo precisa ser bem sistematizado. Separe horário para atividades que dão prazer, que distraem na medida certa e que proporcionem boa produtividade. Não se pode desperdiçar as horas, pois é por meio delas que a vida é feita.
Todos os aspectos de nosso dia ficam prejudicados quando não nos organizamos da maneira correta. Para viver melhor, não se deixe ser tragado pela correria do dia a dia. Ordene suas atividades e tenha uma vida mais saudável, feliz e com resultados positivos.

Herói
Quem despreza o que o pai ensina é tolo, mas quem aceita a sua correção é sábio. Provérbios 15:5
Allan nunca havia discutido tão seriamente com o pai. Os dois se olhavam, sem saber o que dizer depois de tantas ofensas. O jovem acusava o pai de não lhe dar liberdade e de lhe impor uma série de responsabilidades relacionadas à rotina da casa. Por sua vez, Allan foi acusado de ser preguiçoso e reagiu de forma violenta, ofendendo o pai com palavrões. O pai abaixou a cabeça, pois não tinha mais o que falar. Depois de certo tempo em silêncio, ele disse:
- Eu já fui seu herói! Você dizia que queria ser como eu quando crescesse, mas parece que agora há outros modelos para sua vida...
Allan ficou em silêncio. Ele percebeu que suas palavras haviam magoado o pai profundamente. Com lágrimas que insistiam em rolar pela face, o experiente homem falou:
- Nós andávamos de mãos dadas. Eu o carregava em meus ombros. Nós jogávamos bola e andávamos de bicicleta juntos. Era fácil tirar um sorriso seu, mas hoje eu só o vejo carrancudo, emburrado. Filho, eu nunca imaginei que ouviria de você essas palavras. Nunca pensei que deixaria de ser seu herói para me transformar no monstro descrito por você. Eu o corrijo por amá-lo e por saber que você deve aprender as pequenas responsabilidades de casa para, mais tarde, poder enfrentar os grandes desafios da vida.
Aquele pai amava muito o filho e, por isso, ele o repreendia. E quanto a você: Seus pais o corrigem? Eles chamam sua atenção quando você faz algo errado? Sabia que eles fazem isso por causa do grande amor que sentem por você?
Quando somos crianças, os pais são os nossos maiores heróis. As meninas querem usar o perfume da mãe e os garotos colocam os sapatos do pai. É mara­vilhoso vê-los como pessoas que nos protegem e nos guiam. No entanto, quando crescemos, parece que eles se tornam inimigos, ditando regras e limites. Não deixe que o herói se transforme no vilão da sua história. Reconheça que cada orientação de seus pais tem a finalidade de educá-lo, protegê-lo e guiá-lo no ca­minho certo.
Dê um grande abraço em seus pais hoje. Diga-lhes o quanto você os ama e como aprecia o cuidado que eles têm por sua educação e bem-estar.

Intercessores
Em primeiro lugar peço que sejam feitos orações, pedidos, súplicas e ações de graças a Deus em favor de todas as pessoas, 1 Timóteo 2:1
Sábado de manhã, os jovens da igreja se reuniam para estudar a Bíblia no momento da Escola Sabatina. Antes de começar os estudos, todos se con­fraternizavam cantando músicas, apresentando testemunhos e fazendo pedidos de oração,
Beth notou que os jovens precisavam de muitas orações. Eles expressavam preocupações com diversos aspectos da caminhada cristã. Aqueles momentos anteriores ao estudo pareciam poucos diante da grande necessidade espiritual que tinham.
Certamente eles precisavam de mais tempo para se dedicar à oração. Por esse motivo, Beth decidiu organizar uma equipe que passou a se reunir uma hora antes do início da programação regular da igreja. No princípio havia quatro jovens, mas o grupo foi aumentando até chegar a quinze participantes. A congregação ficou sabendo da iniciativa e os membros começaram a enviar cartas com pedidos de oração.
A equipe de intercessão se reunia todo sábado de manhã e orava fervorosamente pelas necessidades apresentadas. Depois de um tempo, eles começaram a organizar grupos que visitavam os membros para orar. Essas ações fortificaram a igreja, que, com frequência, testemunhava sobre as bênçãos recebidas a partir do ministério dos intercessores.
Ellen White ensinou: "O espírito de abnegado amor pelos outros proporciona ao caráter profundeza, estabilidade e formosura cristã, e traz paz e felicidade ao seu possuidor. As aspirações são enobrecidas. Não haverá lugar para a preguiça ou egoísmo. Os que desse modo exercitarem as graças cristãs hão de crescer e tornar-se fortes para o trabalho de Deus. Terão claras percepções espirituais, fé constante, e crescente, e maior poder na oração. O Espírito de Deus, operando em seu espírito, despertará as sagradas harmonias da alma, em resposta ao contato divino. Os que assim dedicarem esforços abnegados ao bem de outros estão, certamente, operando sua própria salvação" (Caminho a Cristo, p. 80).
Há um grupo de intercessão em sua igreja? Se não há, eu o desafio a organi­zar um grupo que se empenhe em dedicar tempo e esforços para ajudar quem precisa de oração e de ações concretas para crescer espiritualmente.

Hospitalidade
Não se esqueçam da hospitalidade; foi praticando-a que, sem o saber, alguns acolheram anjos. Hebreus 13:2, NVI
Otávio era o único cristão em sua casa e os pais não gostavam muito da ideia de ele frequentar uma igreja, embora não se opusessem a isso. Em um sába­do, no culto, ele conheceu um jovem chamado Jeferson, um estudante que estava em sua cidade para vender livros evangelísticos e, com isso, pagar os estudos.
Após pedir permissão à sua mãe por telefone, Otávio convidou Jeferson para almoçar em sua casa. Na ocasião, o visitante pôde conhecer a família daquele jovem cristão. Com grande hospitalidade, eles se colocaram à disposição de Jeferson para ajudá-lo em qualquer necessidade que tivesse durante sua permanência na cidade.
No fim de cada tarde, Otávio ligava para o vendedor e o convidava para um lanche em sua casa. Jeferson aceitava, pois reconhecia que a companhia daquela família era muito agradável. Naqueles encontros, eles conversavam sobre vários assuntos, inclusive sobre religião. Jeferson aproveitou uma oportunidade e convidou os pais de Otávio para visitarem a igreja.
- Nós visitaremos - disse o pai. - Mas só faremos isso se você conseguir recursos suficientes para pagar seus estudos. Quero ver se o seu Deus é realmente poderoso - falou o homem em tom de desafio.
Jeferson orou muito, pois tinha um motivo a mais para alcançar seu objetivo. Entretanto, as vendas foram fracas depois daquele dia e ele não alcançou nem a metade do valor que precisava. Em seu último dia naquela cidade, despediu-se da família de Otávio; mas, para sua surpresa, o homem que o desafiou disse de maneira emocionada:
- Jeferson, um desejo incontrolável encheu meu coração desde o dia em que eu o desafiei. Você vendeu poucos livros, mas seus estudos serão totalmente pagos. Deus me tocou durante esse tempo, e eu quero financiar sua faculdade este ano.
Otávio abrigou em sua casa um "anjo" que, com trabalho e exemplo, ajudou a converter seus pais ao cristianismo. Bênçãos como essas estão reservadas apenas para aqueles que têm a hospitalidade em seu coração. Por isso, esteja atento quanto às necessidades de pessoas que visitam sua igreja; pois, ao ajudá-las, você pode estar abrigando um mensageiro que levará salvação à sua casa.

Sinais
E Jesus terminou, dizendo: - Fiquem alertas! Não deixem que as festas, ou as bebedeiras, ou os problemas desta vida façam vocês ficarem tão ocupados, que aquele dia pegue vocês de surpresa, como se fosse uma armadilha. Pois ele cairá sobre todos no mundo inteiro. Lucas 21:34, 35
As notas de Ruan estavam muito baixas, mas ainda era o terceiro bimestre e havia tempo para recuperá-las. Todavia, ele continuou com as mesmas atitudes do semestre anterior. Fez baderna, não prestou atenção às matérias, discutiu com professores, cabulou aulas e não estudou para nenhuma prova.
Por fim, ele obteve notas baixas e, como consequência, tornou a possibilidade de aprovação no fim do ano uma tarefa quase impossível. Mesmo assim, se tivesse empenho e força de vontade, conseguiria alcançar boas notas no quarto bimestre e completaria o restante com as provas de recuperação. Dessa forma, Ruan não seria reprovado.
Ele ouviu vários alertas de todos os professores, que diziam: "Você vai reprovar se continuar assim." Quem olhasse para as atitudes de Ruan saberia que ele não seria aprovado se não mudasse seu comportamento. Apesar de todos os avisos e sinais, quando recebeu o boletim com as últimas notas, viu destacado no cabeçalho do documento: "REPROVADO".
A Bíblia traz muitas indicações de que o fim do mundo está próximo. Ela fala da descrença e escarnecimento dos assuntos espirituais (2 Pedro 3:3-4); de guerras, fome, doenças e terremotos, (Mateus 24:6-7); dos tempos difíceis, com pessoas violentas, avarentas, orgulhosas, entre outros defeitos (2 Timóteo 3:1-3); do temor por causa de manifestações no sol, na lua e nas estrelas (Lucas 21:25-26); de homens terríveis como nos dias de Noé (Mateus 24:37-39) e da pregação do evangelho a todo o mundo (Mateus 24:14).
Todos esses eventos estão ocorrendo agora! Esteja atento a esses sinais, pois eles anunciam a volta de Jesus Cristo. Não faça como Ruan que, mesmo diante de todos os avisos, não mudou nada em sua vida, deixando que o pior lhe acontecesse. Siga a orientação de Jesus descrita em Lucas 21:28: "Quando essas coisas começarem a acontecer, fiquem firmes e de cabeça erguida, pois logo vocês serão salvos."

O futuro
Tu, ó Senhor Deus, és tudo o que tenho. O meu futuro está nas Tuas mãos; Tu diriges a minha vida. Salmo 16:5
Havia passado da hora de me livrar de alguns objetos antigos. Puxei uma caixa do armário da despensa e meu filho Kalel, curioso, pegou algo estranho e perguntou:
- O que é isso?
Tratava-se de um quadrado preto, com uma haste na mesma cor. No canto esquerdo havia um único botão vermelho e de um dos lados pendia um fio enrolado.
- É o controle de um vídeo game chamado Atari - expliquei, enquanto meu filho olhava como se fosse algo do milênio passado (e de fato era!). - A direção era controlada com esta haste e o botão servia para ativar as ações do jogo.
- Só havia um botão?
- Sim! Era o suficiente, pois os jogos eram bem simples.
Contei para ele um pouco da evolução dos vídeo games, falando sobre o Nintendo; Super Nes; Mega Drive; Saturno; Playstation 1, 2,3 e 4; Xbox 360 e One; Wii; entre outros. Mencionei as mudanças que cada geração de vídeo games sofreu e como foi incrível ver um jogo que reconhecia os movimentos da pessoa, utilizando um sensor chamado Kinect. Era muito progresso para quem havia brincado com um vídeo game tão simples como o Atari.
A evolução dos eletrônicos nos últimos 20 anos é algo surpreendente. Televisores, aparelhos de som, celulares, DVDs, blu-rays, máquinas fotográficas, computado­res, celulares e outros equipamentos evoluíram de maneira assustadora. O que antes precisava do espaço de uma sala, hoje cabe no bolso!
Quando olhamos para o passado, percebemos as mudanças tecnológicas fantásticas que têm ocorrido no mundo. Ao pensarmos no futuro, nós não conseguimos nem imaginar aonde isso vai chegar. Isso também ocorre quanto à nossa vida espiritual? Você olha para o passado e pode ver as maravilhas que Deus tem feito em sua vida? Consegue delinear os avanços em sua carreira cristã e apontar onde Deus tem atuado de maneira especial, ajudando você a amadurecer como cidadão do reino? Cresça diariamente e sonhe com as grandes coisas que o Senhor tem reservado para sua vida futura na Terra e no lar celeste.

Inspiração Juvenil - Novembro

 Cada Dia uma Nova História -  Denis Cruz

Comentários

Postagens mais antigas

O Verdadeiro Tesouro Mateus 6: 19 a 21

Itamar de Paula Marques

19 - Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a traça e o caruncho os corroem e onde os ladrões arrombam e roubam. NÃO AJUNTEIS PARA VÓS TESOUROS - Literalmente: não sigais fazendo tesouros ou deixai de fazer tesouros. A acumulação de bens terrenos geralmente se deve ao desejo de ter segurança no futuro e reflete temor e incerteza. Jesus indica aos que querem ser cidadãos de seu reino que a posse de riquezas materiais é um motivo de ansiedade mais do que um meio de liberar-se dela. O cristão não se angustia pelas necessidades materiais da vida porque confia em que Deus as conhece e lhe dará o que lhe faça falta versos 31 a 34. Como destaca Paulo, isto não significa que o cristão será indolente ante suas próprias necessidades e as de sua família. Empenhai a vossa honra em levar vida tranqüila, ocupar-vos dos vossos negócios, e trabalhar com vossas mãos conforme as nossas diretrizes.I Tessalonicenses 4: 11; II Tessalonicenses 3: 10; I Timóteo 5: 8. Mateus 6: 1…

Vivendo Seu Amor - Meditação da Mulher

Conexão viva com o Salvador Pois a sua ira só dura um instante, mas o Seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria. Salmo 30:5 Quais têm sido os pedidos que muitas de nós fazemos em oração? Uma viva ligação com nosso Salvador, certo? Fazemos isso ao adorar, louvar, orar, relacionar-nos e testemunhar, onde quer que estejamos. Com o que se parece essa viva ligação na vida cotidiana? Minha amiga me ajuda a entender melhor, pois ela procura viver cada momento em ligação com Cristo. Por exemplo, todos os dias, quando minha amiga vai para o chuveiro, ela usa esse tempo como oportunidade para cantar hinos que louvam e engrandecem o nome de Deus. Às vezes, ela compõe cânticos para glorificá-Lo. Certa vez, quando essa amiga olhou pela janela da cozinha, viu o formato de uma ovelha nas nuvens. Ela sentiu que aquilo era um lembrete de Deus para ela, de que o Cordeiro que foi "morto desde a criação do mundo" (Ap 13:8) está para voltar um dia,…

Aceite o perdão

Sublime Esperança

Sublime Esperança
A Bendita Esperança Vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente. Tito 2:12

Somos exortados a viver sóbria, correta e piedosamente no mundo presente, e a esperar o glorioso aparecimento do grande Deus e Salvador Jesus Cristo. (...)

O tempo exato da segunda vinda de Cristo não nos é revelado. Jesus disse: "A respeito daquele dia e hora ninguém sabe" (Mt 24:36). Mas Ele também deixou sinais de Sua vinda, ao dizer: "Quando virdes todas estas coisas, sabei que está próximo, às portas" (v. 33). E disse-lhes que quando os sinais da Sua vinda surgissem, eles deviam exultar e erguer a cabeça, porque a redenção deles estaria próxima. Tendo em vista essas coisas, o apóstolo escreveu: "Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia" (1Ts 5:4, 5). Como não sabemos a hora da vinda de Cristo, precisamos viver sóbria e piedosamen…

Ciência e Religião

O benefício da dúvida
Deu no site da revista Ciência Hoje: “Karl Popper, um dos filósofos mais influentes do século passado, apontou para o fato de que, para ser validada, uma teoria científica deve necessariamente ser confrontada, desafiada, falseada. Dizia que, do contrário, a teoria poderia se tornar dogma – e qualquer dogma, para Popper, seria terrível para a ciência.” A matéria aponta, ainda, a coincidência entre o raciocínio de Popper e um texto publicado pelo jornal britânico The Guardian e repercute pesquisa realizada pela revista eletrônica Edge, que faz, todo ano, uma pergunta para centenas de especialistas de áreas distintas com o objetivo de colher tendências. A pergunta daquele ano foi: “Qual conceito científico poderia aprimorar a ferramenta cognitiva de uma pessoa?” “Artistas, cientistas e filósofos responderam à questão. Surpreendentemente, muitos deles destacaram a relevância dos erros, das incertezas e dúvidas para a ciência e ressaltaram a importância de…

Você passa tempo suficiente com a sua família?

A vida que vale a pena

Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. João 10:10, ARA “A maneira como vivemos é mais importante do que quanto tempo vivemos.” Encontrei essa frase e a história abaixo no livro A Revolução do Espírito, que, entre outros relatos, retrata a vida de Svea Flood. Ela e o esposo, David, em 1921, deixaram a Suécia, depois de aceitar o chamado divino para serem missionários no Congo. Com outro casal de missionários, resolveram evangelizar uma região remota do país. Chegaram à vila de N’dolera, mas não foram aceitos ali, pois o chefe tribal acreditava que se permitisse a presença dos missionários, os deuses locais ficariam insatisfeitos e abandonariam a região. Mesmo com a recusa, resolveram não desistir e se estabeleceram em uma montanha próximo à tribo, onde construíram cabanas de barro enquanto oravam para terem oportunidade de evangelizar o lugar. Isolados na montanha, a única pessoa com quem podiam ter contato era um menino, que havia sido autorizado a visitá-…

A didática da repetição

“Quando, pois, deres esmola, não toques trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa” (Mateus 6:2).
Três vezes no capítulo 6 Jesus utiliza o mesmo padrão para atingir Seu objetivo. Ele sabia que a mente humana enfraquecida pelo pecado precisa ouvir as coisas mais de uma vez para assimilar uma lição. E Jesus é o mestre por excelência.
Repare no Seu estilo. Primeiro, Ele delineia o princípio geral no versículo inicial: Não pratique atos piedosos para ser visto pelos outros. Os que assim procedem não receberão outra recompensa a não ser sua própria atitude egocêntrica. Depois, Ele passa a ilustrar essa lição principal a respeito da esmola (versos 2 a 4), da oração (versos 5 e 6) e do jejum (versos 16 a 18).
Todas as três ilustrações seguem o mesmo padrão. Primeiro, vem a descrição da falsa forma de piedade, que se concentra na exibição pública da “santid…

Alimentação: O que é preciso entender sobre a dieta de Adão e Eva?

“E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento”. Gênesis 1:29
Já no primeiro capítulo da Bíblia, existe uma orientação sobre qual deveria ser a alimentação do ser humano. Mas é importante compreender quais alimentos faziam parte desta alimentação original. Toda erva que dê semente é uma expressão que faz referência aos cereais (arroz, trigo, aveia, milho, centeio e cevada) e às leguminosas (feijões, grão de bico, lentilha, ervilha, soja, tremoço e amendoim).
E toda árvore, em que há fruto e que dê semente é uma referência agora são as frutas e também as sementes oleaginosas (castanhas em geral). Isso vos será para mantimento, ou seja, essa era a alimentação original de Adão e Eva. Devemos lembrar que Deus sempre tem lições para nos ensinar por meio da sua palavra. No contexto em que Adão e Eva vivam no Éden, onde não havia morte essa deveria se…

Crianças