1 de novembro de 2015

O Sorriso de Deus - Meditação da Mulher


Chamados Para Servir
Não fui Eu que lhe ordenei? Seja forte e corajoso! Não se apavore, nem desanime, pois o Senhor, o seu Deus, estará com você por onde você andar. Josué 1:9
Era novembro de 2007 quando saímos dispostos a fazer compras no centro da cidade de São Paulo. Uma aventura para nossa família, pois morávamos num bairro distante. Fazer compras era pura diversão. E isso nos deixava muito animados.
Naquele dia, meu esposo, minha filha e eu estávamos determinados a comprar roupas em promoção para o inverno, mas um telefonema inesperado fez com que mudássemos de planos.
Um amigo nos disse que receberíamos um convite de um pastor. Foi então que paramos o carro numa rua muito movimentada, onde as lojas oferecem lindos vestidos de noiva e acessórios para casamentos. O celular tocou em seguida e uma voz desconhecida para nós disse que a nossa família estava recebendo um "chamado/transferência" para a cidade de Belém do Pará, na Região Norte do Brasil. Deveríamos responder em 10 minutos, quando o pastor retornaria a ligação. A notícia nos causou um impacto tão grande que ficamos por alguns minutos sem fala.
Como sou meio impulsiva, respondi prontamente: "Nós vamos, sim!" Meu esposo me olhou rapidamente e disse: "É isso mesmo que devo responder ao pastor?" Eu orei silenciosamente e respondi para o meu esposo: "Deus nunca nos envia para um lugar onde Ele já não esteja." Após ter dito essas palavras, recebemos outro telefonema, pedindo a confirmação. Nossa resposta foi afirmativa. Confiantes em Deus, fomos às compras.
Ao chegar às lojas, resolvemos não comprar mais roupas de inverno, mas sim de verão. Afinal, para onde estávamos indo o calor era intenso o ano todo.
Naquele mesmo dia, falamos com nosso filho mais velho, que estava no litoral a passeio. Imediatamente, ele disse que não iria e ficou muito contrariado com a resposta afirmativa do pai. Oramos muito para que ele entendesse o propósito de Deus para nossa vida. Já a nossa filha mais nova, que era estudante na Universidade Adventista de São Paulo, resolveu continuar no internato para concluir o curso.
Deus ouviu nossas orações com respeito ao nosso filho. Ele nos acompanhou, cursou a universidade e está feliz servindo a Deus por meio da música.
Nossa vida como missionários tem sido de muitas vitórias pelo poder de Deus. Somos muito felizes, pois temos como meta servir a Deus aonde Ele nos chamar. Como família, aprendemos que Deus jamais envia alguém para um lugar onde Ele já não está.
Miriam Azevedo de Oliveira

O Cuidado de Deus
Porque a Seus anjos Ele dará ordens a seu respeito, para que o protejam em todos os seus caminhos. Salmo 91:11
No ano de 2010, Deus me ajudou a comprar meu primeiro carro. Eu já trabalhava havia quase cinco anos em um colégio interno, cerca de 70 km de minha casa; portanto, se não tivesse um meio de transporte próprio, ficaria muito difícil conciliar esse trabalho com a oportunidade de lecionar no Colégio Adventista da cidade em que eu residia.
Além desse "presente" Deus me concedeu a oportunidade de trabalhar com minha mãe, no IEMS (Instituto Educacional Pastor Manoel Soares). Passamos muitos bons momentos ali, como família e como colegas de trabalho.
Minha mãe havia concluído a faculdade havia pouco tempo. Estava iniciando a carreira como professora de Artes no IEMS e estava se saindo muito bem.
No entanto, alguma coisa começou a preocupá-la. Essa preocupação acabou elevando sua pressão arterial e ela desmaiou em sala de aula. Quando os alunos vieram me avisar, estremeci, pois não sabia o que estava acontecendo.
Assim que o pessoal do setor de enfermagem do colégio avaliou o quadro dela, peguei o carro para levá-la ao hospital mais próximo - a quase 20 km do colégio.
Em companhia de uma aluna do curso Técnico de Enfermagem, que amparava minha mãe no banco traseiro, seguimos para Corbélia. Nunca achei aquele caminho tão longo! Orei durante todo o percurso, pedindo a Deus que cuidasse não só de minha mãe, mas também de mim. Afinal, dirigir relativamente rápido e com cuidado por uma estrada de pedras irregulares, ouvindo o choro de minha mãe, pedindo forças a Deus para não chorar, estava sendo difícil.
Chegando a uma curva em uma descida, percebi que estava dirigindo rápido demais para o percurso. Tentei diminuir a velocidade antes da curva; porém, não foi o suficiente. Sentindo que o pior aconteceria, pedi a Deus que enviasse Seus anjos para que não sofrêssemos um acidente.
O carro rodou na pista, parando no acostamento, próximo a um barranco, voltado para o lado contrário de nossa viagem. Deus havia enviado Seus anjos para impedir que caíssemos barranco abaixo. Saí do carro, ainda ouvindo minha mãe chorar, mas muito grata a Deus por ver como Ele havia cuidado de nós. Após orarmos juntas, seguimos viagem. Minha mãe permaneceu hospitalizada por pouco mais de uma semana.
Graças ao bom Pai, ela voltou para casa e depois ao trabalho, tranquila e fortalecida. Nosso Deus Se preocupa com cada um de Seus filhos e sempre está disposto a enviar Seus anjos para cuidar de nós em todas as situações. Como não amar Alguém que nos ama tanto assim?
Luciana Gruber

As Cores de Deus no Mundo
Assim brilhe a luz de vocês diante dos homens, para que vejam as suas boas obras e glorifiquem ao Pai de vocês, que está nos Céus. Mateus 5:16
Você já imaginou como seria a sua vida sem luz? Provavelmente você já passou pela experiência de procurar uma vela para acender em dias em que falta energia elétrica em casa. E que diferença faz ter uma vela nesses momentos, não é verdade? Enquanto não encontramos a vela, tropeçamos, esbarramos nos móveis e não conseguimos encontrar nada mais pela casa. Entretanto, quando uma pequena chama se acende no pavio, podemos enxergar novamente.
A luz é um elemento essencial para nós. Por isso, na Bíblia, lemos que a Palavra de Deus é "lâmpada" para os nossos pés e "luz" para os nossos caminhos (Salmo 119:105). Lemos também que Cristo é "a Luz do mundo" (João 9:5). Há um outro texto que também fala sobre luz e que eu gosto muito de meditar, usando a versão A Mensagem. É o texto de Mateus 5:13-15. Lá diz assim: "Permitam-me dizer por que vocês estão aqui. Vocês estão aqui para ser o sal que traz o sabor divino à terra. Se perderem a capacidade de salgar, como as pessoas poderão sentir o tempero da vida dedicada a Deus? Vocês não terão mais utilidade e acabarão no lixo. Há uma outra maneira de dizer a mesma coisa: vocês estão aqui para ser luz, para trazer as cores de Deus ao mundo. Deus não é um segredo a ser guardado. Vamos torná-lo público, tão público quanto uma cidade num plano elevado. Se faço de vocês portadores da luz, não pensem que é para escondê-los debaixo de um balde virado. Quero posicioná-los onde todos possam vê-los. Agora que estão no alto do morro, onde todos conseguem enxergá-los, tratem de brilhar!"
Para haver cor, é preciso haver luz. Vivemos num mundo imerso em trevas, onde as pessoas vivem tropeçando em dificuldades e esbarrando em sofrimento. Então, com muito amor, Jesus nos chamou a sermos luz, a mostrarmos às pessoas o caminho e as cores de Deus, a ajudá-las a enxergar a beleza das obras do Criador e o amor ilimitado do Pai, que deu o Filho para nos salvar. Você não precisa ser um holofote. Você pode ser uma pequena chama num pavio, porque assim mesmo o Senhor Se encarregará de colocá-la no alto do morro para guiar as pessoas a encontrar o Caminho, a Verdade e a Vida. A única coisa que o Senhor precisa é que você aceite a nobre tarefa de brilhar. Então, o mundo conhecerá as cores de Deus.
Karyne Mariano Lira Correia

Veneno Fatal
Estejam alertas e vigiem. O diabo, o inimigo de vocês, anda ao redor como leão, rugindo e procurando a quem possa devorar. 1 Pedro 5:8
Mortífero! Fatal! E o seu veneno fez efeito em poucos minutos. Fiquei chocada com a cena. Nunca imaginei que o veneno agisse tão rápido. Passando férias no Paraná, saí para uma caminhada matinal com meus pais, meu filho de 2 anos e um lindo filhote de Labrador. Fiquei encantada com a alegria do cachorro, o Beethoven. Ele corria e brincava o tempo todo, cheirando cada flor, observando cada detalhe do caminho e abanando o cauda. Parecia que ele estava achando tudo encantador.
Entramos em uma linda estrada que margeava a linha férrea por onde percorrem trens de carga. O cachorro logo subiu na linha férrea e seguiu por ela, fazendo tanta festa que conseguiu nos animar a fazer o mesmo. Confesso que o coração ficou acelerado em pensar que a qualquer minuto um trem poderia aparecer, colocando-nos em perigo. Resolvi pegar meu filho no colo e continuei carregando-o até o fim do passeio. Logo à frente, deixamos a estrada férrea e seguimos por uma estrada de terra. A paz voltou a reinar e minha atenção se voltou novamente para a bela paisagem.
Um pouco mais à frente, vi uma cena assustadora: um animal peçonhento, pronto para dar o bote fatal, e um cachorrinho feliz, agindo como se tudo fosse lindo e perfeito, indefeso, sem ter noção do grande perigo que estava correndo. O bote foi certeiro e os efeitos puderam ser percebidos rapidamente. Triste, muito triste... Fiquei chocada, e mais desolada ainda ao pensar que Deus criou o mundo perfeito, para que Suas criaturas pudessem desfrutar dele sem medo, sem apreensão e aproveitar esse paraíso perfeito por toda a eternidade. Todavia, o inimigo de Deus quis estragar tudo.
Ele consegue ser tão ardiloso que faz tudo o que está ao seu alcance para nos enganar, e pensarmos que tudo é belo e encantador e que não corremos perigo. É tudo tão maldosamente planejado que ele consegue empurrar as criaturas de Deus para os maiores precipícios sem que elas percebam o real perigo. O inimigo não age como o veneno da cobra. Ele age lenta e disfarçadamente, fazendo com que os abismos mais profundos se pareçam encantadores e irresistíveis paraísos.
Só existe um jeito de conseguirmos perceber o perigo: permitir que Deus nos carregue no colo, deixar que Ele nos segure pela mão e nos mostre o que fazer.
Deus, o nosso Criador, quer nos levar de volta para nossa casa e nos convida a permitirmos que Ele nos carregue no colo. Até nosso retorno ao paraíso, não importa quantas dificuldades e provações passemos na vida, podemos estar seguras de que, com Deus, teremos forças para enfrentar o veneno do inimigo. Com Deus, podemos ser mais que vencedoras. Já procurou o colo dEle hoje?
Queila M. Tavares

Das Trevas Para a Luz
Vocês, porém, são geração eleita, sacerdócio real, nação santa, povo exclusivo de Deus, para anunciar as grandezas, dAquele que os chamou das trevas para a Sua maravilhosa luz. Antes vocês nem sequer eram povo, mas agora são povo de Deus; não haviam recebido misericórdia, mas agora a receberam. 1 Pedro 2:9, 10
Quando, numa manhã ensolarada de 2006, minha até então desconhecida vizinha de frente falou comigo ao descer do ônibus, eu não podia imaginar que a simpatia sincera e a amizade daquela senhorinha de 80 anos seriam a chave de acesso para minha mais importante descoberta e, principalmente, para uma transformação profunda em minha vida.
Residindo naquele endereço havia pouco mais de dois anos, eu estava profundamente envolvida com meus estudos de pós-graduação. Mal tinha tempo para meu esposo e nossas duas filhas. Não sabia sequer o nome dos vizinhos. Não tinha tempo para isso! Eu acreditava que a insatisfação e o vazio interior que eu sentia seriam preenchidos quando eu conseguisse alcançar o sucesso profissional. E, por isso, não media esforços em buscá-lo, em detrimento de minha família, sem me dar conta de que a busca do reconhecimento deste mundo estava custando a saúde física, mental e, principalmente, espiritual minha e de minha família.
Quando aquela simpática senhorinha olhou para mim e, sorridente, falou comigo, começou a estabelecer uma relação de empatia que logo evoluiu para uma amizade. Na segunda vez em que conversamos, ela me convidou para participar de um pequeno grupo de amigos que se reuniam em sua casa para estudar a Bíblia. Eu aceitei porque ela era uma pessoa agradável. Passei a frequentar a casa de mi­nha vizinha, Sra. Romilda Matter, aos domingos à tarde, para os estudos bíblicos.
Eu não conhecia Jesus; porém, logo nos primeiros encontros do pequeno grupo, ao descobrir que as simbologias bíblicas são explicadas pela própria Bíblia, em livros distintos, escritos por 40 homens diferentes, num intervalo de 1.500 anos, descortinou-se para mim a primeira de uma série de descobertas das verdades bíblicas que mudariam minha mente e toda a minha vida. Deus, em Sua infinita bondade e misericórdia, me alcançou; e a presença de Jesus preencheu o vazio interior que eu sentia.
Eu não sei como estava a sua vida quando Deus a encontrou. Eu estava na escuridão espiritual, lutando por algo que, embora necessário e legítimo, jamais poderia trazer a paz que eu precisava encontrar. Eu não sei como está a sua vida. O que eu sei é que, se você está lendo esta mensagem, é porque Deus a chamou. Ele a chama das trevas para a Sua maravilhosa luz. Deus chama a mim e a você para sermos Seu povo e proclamarmos Suas virtudes.
Adriana Kemp Maos

Uma Oração de Distância
Deus é o nosso refúgio e a nossa fortaleza, auxílio sempre presente na adversidade. Salmo 46:1
Minha mãe iria passar por uma cirurgia e eu não tinha o dinheiro para visitá-la. Abrindo o coração a algumas irmãs da igreja, compartilhei minha tristeza e falei que a passagem estava além do meu orçamento. Elas me deram uma determinada quantia para ajudar-me com os custos e assim, muito feliz, pude viajar.
Tomei o ônibus até São Paulo, de onde sairia outro para o Rio Grande do Sul. Só então descobri que não conseguiria me locomover com rapidez na rodoviária lotada, pois estava carregando muita bagagem.
"Meu Deus, ajuda-me", orei. "Não chegarei a tempo, pois há muita gente na escada rolante e eu não consigo carregar tudo isso."
No mesmo instante, um senhor alto, de terno claro, pegou as duas malas das minhas mãos sem nem mesmo perguntar se eu queria ajuda. Simplesmente disse: "Vou ajudar você."
Segurei o restante da bagagem e o segui, pois ele andava rápido e, se quisesse, sumiria com minhas coisas e eu jamais o alcançaria.
"Para onde ele vai levar minhas malas? Ele nem se quer perguntou para onde estou indo ou por qual companhia vou viajar..."
No entanto, ele foi direto até a fila do ônibus que eu iria tomar. Ao chegarmos, disse enquanto colocava as malas no chão: "Esta fila está menor. Entre nela."
Agradeci-lhe e perguntei: "E o seu ônibus?" Sem virar-se, enquanto se afastava, ele disse: "É esse aí atrás..."
Ainda sem acreditar em quão rápido eu havia chegado, fui comprar a passagem. Percebi que estava faltando ainda um pouco do valor, mas o cobrador me deu o bilhete e devolveu uns trocados, dizendo: "Está tudo certo. Pode ir."
Notei que ele havia me cobrado um trecho a menos da passagem, mas preencheu a passagem com o meu destino final. E eu, que nem sabia como iria pagar a passagem, ainda havia recebido troco!
Já no ônibus, comecei a rebobinar os últimos acontecimentos. Eu estava convencida de que o homem que carregara minha bagagem era, na verdade, um anjo. Fiquei triste porque em momento algum eu vira o rosto dele. Mesmo assim, o coração se encheu de alegria quando me lembrei da promessa de Jeremias 29:13 (ARA): "Buscar-Me-eis e Me achareis quando Me buscardes de todo o vosso coração."
Confie! Deus envia Seus anjos para nos ajudarem em todas as situações. Mesmo que seja para ajudá-la a carregar seu fardo ou pagar suas contas urgentes. Afinal, Deus pode tudo!
Eva Cleonice Kopitar

Um Novo Nome
Ao vencedor [...] também lhe darei uma pedra branca com um novo nome nela inscrito. Apocalipse 2:17
Minha avó já chamou meu esposo pelo nome de um namorado que tive na adolescência. Já chamou meu cunhado de Jacó (e o nome dele é Isaac). Chamava meu irmão Éder de Quico. E ela constantemente me chama pelo nome de minha mãe. Pode ser que alguém se incomode com isso, mas sei de alguém que nos chamará por outro nome e nós não nos incomodaremos.
Na verdade, até desejamos muito que esse dia chegue logo. Isso acontecerá quando Jesus voltar e nos levar para morar com Ele no Céu. Teremos um novo nome. Jesus não me chamará pelo meu nome nem chamará você pelo seu. Na verdade, quando chegarmos à Nova Terra, tudo será novo: casa, corpo, vida e até nosso nome.
George Eldon Ladd, em seu livro A Commentary on The Revelation ofjohn, menciona que, no mundo antigo, pedras brancas tinham muitos significados. Quando uma pessoa era levada a julgamento, os jurados davam o veredito com uma pedrinha. Uma pedra branca representava absolvição; uma pedra preta, condenação. Outra utilidade das pedras brancas é de servirem como ingressos ou bilhetes de entrada em festivais públicos. Qualquer uma das analogias pode ser usada para explicar Apocalipse 2:17: "Aquele que tem ouvidos ouça o que o Espírito diz às igrejas. Ao vencedor darei do maná escondido. Também lhe darei uma pedra branca com um novo nome nela inscrito, conhecido apenas por aquele que o recebe."
Quando estivermos com nosso Senhor no Céu, uma pedra branca será a comprovação de nossa absolvição dos pecados. Um nome novo representará uma nova vida, transformada; o passado não terá qualquer importância.
A pedra branca também poderá ser o símbolo de nosso convite para participar da festa do Messias, nosso bilhete de entrada no Céu.
Seja qual for a explicação, quero estar lá, com minha pedrinha branca e meu novo e lindo nome. Estou muito ansiosa e curiosa. Que nome Jesus me dará? Que nome Ele dará a você?
Sueli Ferreira de Oliveira

O Presnte de Deus
Olho nenhum viu, ouvido nenhum ouviu, mente nenhuma imaginou o que Deus preparou para aqueles que O amam. 1 Coríntios 2:9
Durante 30 anos atuando no ministério pastoral, meu esposo e eu nos mudamos muitas vezes, de norte a sul do país. Residimos em casas e apartamentos que, às vezes preenchiam nossas expectativas, outras vezes não ofereciam as melhores condições.
Sabíamos que era algo temporário. Um dia teríamos a casa própria. Esperávamos que, além de atender às nossas necessidades, ela possuísse alguns detalhes que apreciávamos. Eu, particularmente, sonhava com uma casa ampla e arejada, que tivesse uma salinha de oração e um quarto para cada filha.
Após três décadas atuando em diferentes funções da obra pastoral, meu esposo foi chamado para trabalhar como editor na Casa Publicadora Brasileira. Provavelmente nessa nova atividade permaneceríamos por um tempo mais prolongado, possivelmente até a jubilação. Diante dessa perspectiva, começamos a procurar uma casa.
Recebemos conselhos para construir, pois seria mais econômico e faríamos a casa de acordo com o nosso gosto e necessidades. Contudo, isso não fazia parte dos nossos planos. Críamos que Deus, em Sua bondade, já havia construído uma casa para nós e agora teríamos que orar e pacientemente procurá-la.
Deus proveu a quantia para a entrada, por intermédio de minha sogra que nos presenteou com parte da herança, de forma antecipada. Ela ofereceu o apoio financeiro por se tratar da aquisição de um imóvel. Após muita procura e intensa oração, encontramos uma casa que, pela descrição do site, era o que procurávamos, porém ela custava além do preço que poderíamos pagar.
O Senhor interveio e o preço foi milagrosamente reduzido. Esperançosos e animados fomos conhecê-la. Foi surpreendente ver uma casa que não somente era o que precisávamos, mas que continha todos os detalhes que apreciávamos. Havia pedras decorando a entrada, uma linda palmeira na frente dela, coisas que meu esposo aprecia muito. Mal pude crer ao ver que a casa tinha além de cinco quartos uma salinha de oração para mim!
O Senhor havia construído aquela casa para nós. Depois colocou no coração dos antigos proprietários o desejo de reformá-la de forma que ficasse da maneira como sonhávamos. Ficamos com a nítida sensação de que Ele se esmerou em cada detalhe para nos agradar.
Ao ver minha casa e ao refletir sobre a bondade de Deus, imagino a casa que Ele está preparando para mim no Céu. Se para minha passagem pela Terra Ele pensou em tantos detalhes e nos deu algo tão aconchegante, sei que ficarei encantada com minha morada eterna. Mais um presente de Deus para mim!
Regina Mary Silveira Nunes

Eu Compreendo
Não temos um sacerdote que não conhece nossa realidade. Ele experimentou fraqueza e provações e experimentou tudo, menos o pecado. Portanto, vamos andar direito e receber o que Ele tem para nos dar. Recebam a misericórdia, aceitem a ajuda. Hebreus 4:15,16, A Mensagem
“Você não entende" é o que muitas vezes ouvem os amigos ou familiares de V alguém que sofre de depressão. E muitas vezes estão certos. A depressão é uma enfermidade complexa que não pode ser verdadeiramente compreendida, a não ser por aqueles que passaram por ela.
Por ser difícil entender como as pessoas se sentem quando estão lidando com a depressão, um observador pode achar que a pessoa deprimida é antissocial ou imatura. Entretanto, as pessoas que passam por depressão clínica na verdade não se sentem alegres, às vezes. É importante reconhecer o que elas estão passando, em vez de insistir em que "saiam dessa"
Já passei por esse caminho e sou grata às pessoas que me disseram, durante aqueles dias escuros: "Eu entendo o que você está passando." Essas eram palavras que representavam cura para minha alma.
Há um ditado maravilhoso: "A vida é o primeiro presente; o amor é o segundo, e a compreensão é o terceiro." Por que é tão importante um coração compreensivo? Quando pensamos em nossos relacionamentos - com os filhos, colegas de trabalho, o impaciente balconista ou uma irmã autoritária na igreja - sentimos a necessidade da união de corações humanos mediante o dom da compreensão. Pense em sua necessidade. Quando foi a última vez em que alguém disse: "Eu entendo você"? Você se lembra?
"As pessoas vão esquecer o que você disse, as pessoas vão esquecer o que você fez, mas as pessoas nunca esquecerão como você as fez sentir" (Maya Angelou). Como incorporamos, efetivamente, esse dom da compreensão à nossa vida cada dia? Como podemos demonstrar compreensão de um modo que represente cura?
Para entender o que significa compreender plenamente, procurei o significado das palavras originais em hebraico e grego, frequentemente usadas tanto no Antigo como no Novo Testamento. A mais interessante é a hebraica yada, "conhecer por ver, observar, cuidar e reconhecer".
É por isso que amo Jesus. Ele nos compreende porque nos conhece. Podemos correr aos Seus braços e encontrar amor e compreensão. Temos um Pai que nos entende. Ele nos toca de um modo que traz cura. E, por Sua graça, podemos fazer o mesmo pelos outros. Podemos ser a. yada para alguém que necessite.
Raquel Queiroz da Costa Arrais

Cabeça Erguida
O Senhor Deus encheu o meu coração de alegria; por causa do que Ele fez, eu ando de cabeça erguida. 1 Samuel 2:1, NTLH
Sempre sonhei em ter um filho. Entretanto, eu me casei e o filho não vinha. Resolvi buscar a opinião médica e, depois de vários exames, ouvi a frase que nos repetiriam muitas vezes: "Vocês são normais. Estão aptos para ter um bebê." Apesar disso, nada acontecia.
Em meio a essa busca, eu andava de cabeça baixa, sem alegria nem motivação. Encontrei pessoas que zombavam da minha dor, assim como acontecia com Ana, a mãe de Samuel.
Durante anos, vi meu sonho se realizar na vida de outras mulheres. Vi reportagens de mães que jogavam seus filhos em rios ou na lata do lixo e perguntava: "Senhor, tenho tanto amor para dar... Onde está o filho que Te peço?"
Em novembro de 2010, fui informada de que meu irmão mais velho havia sofrido um acidente de carro e tinha morrido. Em meu desespero, naquela noite, pedi ao Senhor que trouxesse meu irmão de volta à vida e me levasse no lugar dele; afinal, meu irmão tinha um filhinho para cuidar e eu não tinha ninguém que precisasse de mim. Todavia, a resposta óbvia de Deus foi "não".
Sete meses depois dessa terrível notícia, o telefone tocou e alguém me avisou: "Seu pai acaba de falecer." Senti a terra abrir sob meus pés e, naquele dia, a única certeza que eu tinha era de que Deus havia virado as costas para mim. Não havia sentido para viver. Com os meus queridos, foram os sonhos, a esperança e o ânimo. Mas é quando pensamos que chegamos ao fim dos limites humanos, que Deus nos mostra que Ele estava atuando o tempo inteiro.
Comecei a sentir algumas mudanças no corpo. Depois de 12 anos esperando Deus colocar um filho no meu ventre, precisei fazer dois testes e um ultrassom para poder acreditar que Deus havia atuado em minha vida.
Thiago, meu príncipe, nasceu em novembro de 2012. E, quando pensei que o milagre ficaria aí, Deus mandou o André, que nasceu em fevereiro de 2014.
Talvez você ainda esteja esperando esse filho querido. Saiba que Deus está escutando você e, no momento certo, Ele lhe dará essa criança. Ele sabia que, depois das perdas, eu precisaria de um milagre para continuar vivendo e acre­ditando que Deus providencia as bênçãos para quando delas mais precisamos. Sei que Deus trará à vida meu irmão Sérgio e meu pai Severino no dia da res­surreição dos justos.
Ando de cabeça erguida, porque o Senhor me honrou. Creia, não desista e o Senhor vai lhe abençoar!
Deise Rodrigues Santana Pereira

Meditação da Mulher - Novembro


O Sorriso de Deus - CPB

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário