29 de novembro de 2015

Um extravagante gesto de amor

“Ela praticou uma boa ação para comigo” (Mateus 26:10).
Não foi um ato impulsivo.  Ela levou um grande frasco de perfume de sua casa até à de Simão. Não foi um gesto espontâneo. Mas foi um ato extravagante. O perfume valia o salário de um ano.
A fragrância encheu o lugar. O aroma de cordeiro assado com ervas se perdeu no doce perfume do unguento.
“Por onde você for”, disse o gesto, “sina o aroma e lembre-se de que alguém se importa”.
Sobre a pele dEle, a fragrância da fé. Em Suas roupas, o bálsamo da crença. Até mesmo no momento em que os soldados dividiam Suas vestes, o gesto dela levou aroma ao cemitério.
Os outros discípulos zombaram da extravagância da mulher. “Por que o desperdício? Esse perfume poderia ser vendido por um preço alto, e o dinheiro dado aos pobres”, disseram com desdém.
Perceba a rápida resposta de Jesus em defesa de Maria.  “Por que vocês estão perturbando essa mulher? Ela praticou uma boa ação para comigo”.
A mensagem de Jesus é tão poderosa hoje quanto foi no passado.  Não deixe passar: “Existe um momento para o amor arriscado. Há um momento para gestos extravagantes.  Há um tempo para derramar seus afetos sobre quem você ama. Quando chegar a hora, aproveite, não a deixe passar”.
Ore comigo: “Pai, ajuda-nos a lembrarmos de que as recompensas do amor arriscado são sempre maiores do que o custo. Que possamos investir o tempo, escrever a carta, comprar o presente para aqueles a quem amamos”.

Max Lucado

Nenhum comentário:

Postar um comentário