Liberdade: Muitas escolhas

“Eu lhes dou a oportunidade de escolherem entre a vida e a morte, entre a vida e a maldição. Escolham a vida” (Deuteronômio 30:19, NTLH).
Exercer a liberdade de opinião, de selecionar, de mostrar preferência, requer maturidade, calma e sabedoria, porque quando dizemos “sim” para uma coisa, estamos dizendo “não” para centenas de outras. A liberdade de escolha foi uma das grandes dádivas que Deus concedeu ao ser humano. Mesmo conhecendo as implicações disso, Ele preferiu correr o risco a ter um exército de robôs. Mesmo que alguns tenham feito escolhas desastrosas, Ele ainda continua nos dando essa liberdade de decisão.
Quando há muitos fatores e possibilidades conflitantes e as escolhas terão impacto sobre nosso amanhã, nosso futuro, gostaríamos de saber qual é o melhor caminho para chegar o mais perto possível da melhor escolha.
Muita gente é impetuosa e não quer passar por esse processo de pesar e medir as consequências.
Não existem passos nem regras que, se seguidos, nos levarão invariavelmente a acertar o alvo. Mas podemos nos valer de alguns elementos para diminuir a margem de erro:
1. Lembre-se da Bíblia como fonte de orientação. Pergunte-se: “Há algum texto bíblico que lança luz sobre a escolha que quero fazer? Alguma promessa específica de Deus?”
2. Converse com um amigo ou conselheiro cristão, alguém que esteja do lado de fora do processo, que com isenção de ânimo ou opinião possa lhe dizer com lealdade o que é melhor. Quem sabe ele já enfrentou a mesma situação e possa lhe ajudar.
3. Nesse processo, não minta para si mesmo. Pergunte-se: “O que estou querendo? Impressionar alguém com essa escolha (meus superiores, ou colegas de trabalho, parentes, professores)? Esse é o sonho da minha vida?”
4. Ore a Deus para que lhe dê sabedoria e discernimento para a melhor escolha.
5. Considere os prós e os contras de cada opção. Quais serão as consequências a curto e a longo prazo? Quem vai ser afetado pela sua decisão?
O dia de hoje poderá terminar com débito ou crédito em sua conta de investimentos futuros, dependendo de suas escolhas. Deus estará torcendo e desejando que você acerte em suas escolhas.
A promessa é: “Quer você se volte para a direita quer para a esquerda, uma voz atrás de você lhe dirá: ‘Este é o caminho; siga-o’” (Is 30:21).

José Maria Barbosa Silva

Comentários