TEMPO DE REFLETIR - Muito mais graça

“[Deus] dá graça aos humildes (Tiago 4:6).
Nossa segurança em Cristo não está baseada no nosso desempenho ou comportamento. Não obtemos segurança fazendo coisas boas. Se basearmos nossa segurança em nossas obras, ficaremos sempre nos perguntando se fizemos o bastante. Nossa segurança vem do que Cristo fez por nós – a vida que Ele viveu; a morte que Ele morreu.
E uma vez que aceitamos nossa segurança em Cristo, Ele nos ajuda a crescer nEle também. Ao Lhe rendermos nossa vontade, Ele começa em nós a obra de desenvolver um caráter semelhante ao de Cristo, e o que Ele começa Ele termina! Ele é o “Autor e Consumador da fé” (Hb 12:2).
Suponha que eu esteja no primeiro ano da escola fundamental. Cada aluno da escola tem diferentes habilidades para o aprendizado e para a solução de problemas, mas se todos fizermos as lições dadas pelo professor, todos nos formaremos. Da mesma forma, se eu confiantemente aceitar as lições que o Pai celestial me dá, crescerei no conhecimento e no caráter. Ele vai procurar fazer com que eu me “forme”.
Um experiente pregador colocou muito bem essa ideia ao dizer: “Você está ‘uma vez salvo, salvo para sempre’ se permanecer salvo”.
Meu filho continua sendo meu filho tanto quando comete erros quanto quando não os comete. Naturalmente, ele pode escolher separar-se da família.  Ele tem o direito de mudar de nome. Mas ele sempre será meu filho. Ele tem a certeza de que eu nunca o colocarei para forma de casa simplesmente porque ele falhou.
Deus não lança fora os cristãos quando eles falham. Quando falhamos, Deus nos leva a um profundo arrependimento. Mas o fracasso não nos faz menos queridos ao coração de Deus. O fracasso não nos desqualifica para a graça de Deus – é o próprio fracasso que nos qualifica para Sua graça!
“Quando o pecado luta pelo predomínio do coração, quando a culpa oprime a alma e sobrecarrega a consciência, quando a incredulidade obscurece a mente – lembre-se de que a graça de Cristo é suficiente para subjugar o pecado e banir a escuridão” (A Ciência do Bom Viver, p. 250).
Suas graça é maior que o nosso pecado. NEle, há sempre muito mais graça do que necessitaremos. O suprimento do Céu nunca se acaba.

Mark Finley

Comentários