Perseguidos, por quê?

“Todos quantos querem viver piedosamente em Cristo Jesus serão perseguidos” (II Timóteo 3:12).
Todos os tipos de pessoas que alegam ser cristãs são perseguidas. Será que a perseguição delas significa que são cristãs?
A resposta bíblica a essa pergunta é um categórico “não”! Jesus não disse: “Bem-aventurados aqueles que são perseguidos”, mas “Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça”.
Existe uma grande diferença entre essas duas ideias. Tenho um amigo que pertence a certo grupo religioso, que acredita que a perseguição que sofrem é sinal de que suas doutrinas e estilo de vida estão corretos.
A essa altura, precisamos ler nossa Bíblia atentamente. Ela não diz: “Bem-aventurados os que são perseguidos por serem censuráveis ou difíceis.” Nem tampouco promete bênçãos aos que são perseguidos, por serem tolos ou insensatos na maneira de darem seu testemunho.
Encaremos a realidade. Algumas pessoas testemunham de maneira que verdadeiramente ofende as pessoas sensíveis. É a noção ridícula de testemunhar que provoca sua perseguição. Essa perseguição pode ter pouco ou nada a ver com o que Jesus está dizendo.
O mesmo pode ser dito acerca daqueles que são extremamente zelosos ou fanáticos. O fanatismo e o extremismo nunca são elogiados no Novo Testamento.
A passagem final das bem-aventuranças é bastante específica. Ela diz: “Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça.” Mat. 5:10. Eles são considerados abençoados porque vivem de acordo com os princípios de Jesus, os princípios das bem-aventuranças. Como resultado, são encontrados fora de sintonia com a cultura geral e até mesmo com grupos religiosos que assimilam os princípios da cultura geral.
Conforme indica nosso texto para hoje, a perseguição sobrevirá, de uma forma ou outra, a toda pessoa que procura viver piedosamente em Cristo Jesus. O mundo não tem capacidade nem disposição para aceitar os princípios radicais do evangelho. O verdadeiro cristianismo está fora de sintonia com a cultura, porque ele se baseia em um conjunto radical de princípios.

Amilton Menezes

Comentários