Teste do amor & Paixão não correspondida


Ainda que eu fale as línguas dos homens e dos anjos, se não tiver amor, serei como o sino que ressoa ou como o prato que retine. 1 Coríntios 13:1
Felipe e Angelina eram jovens cristãos. Apaixonados, inteligentes, sonhadores, pensavam em se casar. Num sábado à tarde, foram falar com o pastor. O líder experiente propôs um teste para ver se o casal realmente sabia o que era o amor. Pegou duas taças, serviu suco de uva branco para os dois, entregou uma folha de papel e uma caneta para cada um, e explicou:
- Felipe, com base em tudo o que você já leu, ouviu, pensou e sabe sobre o amor, escreva cinco coisas que o amor não é. E você, Angelina, escreva cinco coisas que o amor é.
Indo para a sala de som, pós para rodar um de seus CDs e voltou depois de meia hora.
Três meses depois, no altar de uma igreja lotada de amigos e parentes do jovem casal de noivos, num ambiente que parecia o Céu descendo à Terra para transformar a Terra no Céu, o pastor leu alternadamente o que cada um havia escrito:
Amor não é ter um gênio preso na garrafa para satisfazer todos os meus sonhos e caprichos.
Amor é abrir mão da figura imaginária para valorizar a pessoa real.
Amor não é uma onda sentimental sempre agitada pelas boas ou más circunstâncias.
Amor é a ação de tornar a pessoa da minha vida mais alegre, mais sábia e mais santa.
Amor não é apenas dizer palavras bonitas para escondera verdade.
Amor é ver o mundo inteiro nos olhos da pessoa que você ama.
Amor não é um mix de feromônios, feniletilamina, dopamina, norepinefrina e serotonina.
Amor é fotografar a pessoa amada pelo melhor ângulo possível.
A mor não é um elixir que você possa encontrar no coração de quem você não ama.
Amor é um espelho que permite ver quem o outro será quando entender o que o amor é.
Depois de terminar a leitura e dar alguns conselhos, o pastor falou: "O apóstolo Paulo disse que o amor é o 'caminho mais excelente'. Bertrand Russell afir­mou que o amor é uma condição de 'valor absoluto'. Gottfried Leibniz teorizou que o amor 'é ser deleitado pela felicidade do outro'. Mas vocês usaram a poesia para expressar a emoção do amor. Não tenho mais nada para dizer. Apenas digo que, no dia em que transformarem as definições de amor em amor real, o mundo saberá que vocês se amam."
*
Eis que estou à porta e bato. Se alguém ouvir a minha voz e abrir a porta, entrarei e cearei com ele, e ele comigo. Apocalipse 3:20
Os dois eram jovens e bonitos. Quando Pedro a viu no colégio interno, seu coração se acelerou. "É ela!", ele disse para seus neurônios. "Que garota!" Nos jardins, no intervalo das aulas, no refeitório, na igreja, em qualquer lugar, ele não a tirava da cabeça. Mesmo introvertido, tentou conquistá-la de várias maneiras... Uma a uma, as estratégias falharam. Rita gostava de Cauã, que não ligava para ela.
"Será que ela não entende que eu quero fazê-la feliz?", Pedro questionava-se. Talvez não. Se ela tivesse assistido ao filme E o Vento Levou, notaria que, ao longo de toda a história, Rhett Butler tenta ganhar o coração de Scarlett O'Hara, mas ela só tem olhos para Ashley Wilkes. No fim, decepcionado, não correspondido, Rhett comenta ao ir embora: "Lamento por você, Scarlett! Você está jogando fora o amor com ambas as mãos e se arrastando por alguém que nunca a amará."
Ao contemplar outro Apaixonado indo atrás da garota de sua vida, com a maior declaração de amor do mundo, sem ser correspondido, fico pensando que caminhos misteriosos segue o coração humano. Será que ela não percebe que nenhum outro a fará feliz como ele faria? Por que ela foge da única chance de ser amada como ninguém jamais seria?
O quadro de Jesus batendo à porta em busca de um "sim" é enternecedor. Por que ele não desiste e vai embora? Por que não busca alguém que corresponda ao seu amor? Ele não desiste porque está tomado de amor. Corações apaixonados não vão embora ao primeiro "não". Eles precisam testar todos os recursos, experimentar todas as estratégias, esgotar as chances. Você pode dizer "não", mas o amor suspira pelo "sim".
Você já foi esnobado alguma vez pela garota ou pelo rapaz que amava? Ficou sem entender por que ele ou ela só tinha lugar no coração para alguém que não merecia estar ali? Você consegue entender o que Jesus está sentindo? Percebe por que ele não vai desistir facilmente de você?
Ah, o amor, incompreensível, inexprimível, infinito amor! O amor tem sen­timentos que o próprio coração desconhece. Ele fica quando deveria ir, insiste quando deveria desistir, espera quando deveria desesperar, sonha quando deveria ter pesadelo, diz sim quando poderia ouvir não. O amor questiona a lógica, desafia o tempo, vence a indiferença.
Você pode não entender por que Jesus continua batendo em uma porta fechada, mas quem ama sabe que ele não poderia estar em outro lugar. Você vai abrir a porta? Scarlett, um dia, correu para dizer a Rhett que o amava, mas era muito tarde.

Fonte: Meditações Diárias

Comentários