Pular para o conteúdo principal

Totalmente AMÁVEL - Meditação da Mulher


Permissão para Dizer "Não"
Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Mateus 19:19
Ok, quanto é o suficiente?" Essa é a pergunta que faço repetidas vezes a mim mesma e, nos últimos tempos, a Deus também. Então preciso lhe deixar por dentro dessa minha conversa com Ele.
Quanto eu devo dar aos outros? Leio em Salmo 112:5: "Feliz é o homem que empresta com generosidade", e me pergunto por que eu reclamo quando compartilho. Sabemos que "Deus ama a quem dá com alegria" (2Co 9:7) e que "há maior felicidade em dar do que em receber" (At 20:35), mas tenho dificuldades com essa coisa de "dar". "Vamos lá, Senhor, deve haver um limite. Não posso doar para todas as causas. Não posso ajudar todo o mundo. Meu amor por Ti não exige isso, não é mesmo?"
Luto com essa questão porque um dia desses uma amiga precisou de re­cursos para que sua água e luz não fossem cortadas. Ela me pediu o dinheiro emprestado. Eu sou solteira e dependo apenas da minha renda para me sustentar. Não tenho ninguém para me socorrer e, quando o salário acaba, acaba mesmo. Conto apenas com isso para pagar minhas despesas mensais. Respondi favoravelmente ao pedido de minha amiga porque eu tinha o valor e ela precisava mais do que eu. Então compartilhei. Mas o fiz "com tristeza ou por necessidade" (2Co 9:7, ARA). Por isso, estou tendo dificuldades com esse conceito de amar "o próximo como a ti mesmo", conforme diz o texto de hoje.
"Na verdade, Senhor, eu sei o que significa." No tempo das vacas magras, quando eu vivia muito apertada mesmo, fui forçada, por muito tempo, a dirigir com o pneu absolutamente careca. Meu estepe era de mentira, com cara de brinquedo, diferente de todos os outros. O pneu estava tão careca que eu precisava colocar ar o tempo inteiro! Eu não tinha recursos nem crédito para comprar um pneu sequer.
Certa tarde, enquanto voltava para casa depois de pegar as crianças na escola, alguns amigos me seguiram. Eles viram a condição do meu carro e avaliaram minha condição financeira. Eles me fizeram parar e segui-los até o Sam’s Club. Lá me compraram um pneu. Sei que isso foi um ato de amor porque, alguns dias depois, a loja me ligou para dizer que o cheque estava sem fundos. Imagino que o banco telefonou para meus amigos e eles acertaram as coisas. Nunca lhes disse uma palavra sobre o ocorrido. Moral da história: eles obviamente tinham tão pouco dinheiro quanto eu, mas me amavam o suficiente para dar o pouco recurso que possuíam. Eles me amavam como a si mesmos!
Ok, Senhor, aí está minha resposta. Preciso amar os outros o mesmo tanto que eu amo a mim mesma.
Elizabeth Darby Watson

Quando Você Acha que Deus Não Responde
Por isso não tema, pois estou com você; não tenha medo, pois sou o seu Deus. Eu o fortalecerei e o ajudarei; Eu o segurarei com a Minha mão direita vitoriosa. Isaías 41:10
Meu irmão sempre me disse que eu devia trabalhar para a "Agência de Funcionários Temporários de Jesus" pois eu sempre conseguia empre­go. Não importava se eu deixava a função de maneira voluntária ou se era dispensada por redução de pessoal, sempre conseguia outro trabalho no dia seguinte, ou dentro de uma semana. Entretanto, tudo mudou em 2010, quando a economia virou de pernas para o ar e eu fiquei desempregada por mais de um ano. Na verdade, ainda estou sem emprego. Fui a entrevistas, mas não consegui nada. Como isso era algo completamente novo para mim, alguns meses depois, comecei a me perguntar por que Deus estava permitindo que isso acontecesse. Em meu culto matinal, comecei a escrever para o Senhor, a fim de obter entendimento.
Eu (Deus) nunca deixarei você. Sério? Então por que não ouço Sua voz? Estou sem emprego, vou a entrevistas, mas nada acontece. Nem o Walmart me contratou!
Eu (Deus) nunca deixarei você. Sério? Minha família e aqueles nos quais achei que podia confiar não ajudam. Aliás, parece que eles jejuam e oram para que o Senhor não me abençoe.
Eu (Deus) nunca deixarei você. Sério? Eu já jejuei, orei, decorei e clamei Suas promessas, vou à igreja semana após semana, tento obedecer aos Seus mandamentos e até oro por meus inimigos e confesso meus pecados.
Eu (Deus) nunca deixarei você. Sério? As contas estão vencidas e enviadas para agências de cobrança; telefone, TV a cabo e internet foram desconectados; meu carro foi devolvido e preciso cortar o cabelo.
Eu (Deus) nunca deixarei você. Sério? A família do meu namorado não gosta de mim. Ele paga meu aluguel e eles o chamam de bobo.
Eu (Deus) nunca deixarei você. Sério! Quando Eu morri na cruz do Calvário, pensei em você e em sua situação atual. Quando ressuscitei dos mortos, pensei em você e em sua situação atual. "Não tenha medo, pois Eu sou o seu Deus."
Tudo de que um dia precisei, Sua mão providenciou. Grandiosas são Suas promessas. Sou grata por compreender meu eu solitário, carente e egoísta!
Eu (Deus) nunca deixarei você. Esta sim é uma promessa verdadeira!
Andréa Walker


Segurada por Deus
Assim como uma mãe consola seu filho, também Eu os consolarei; em Jerusalém vocês serão consolados. Isaías 66:13
Tudo começou como se fosse mais um dia comum. Contudo, antes que o sol se pusesse naquela tarde, clamei a Deus como nunca antes. Meu mundo inteiro desabava ao redor de mim. Meus filhos estavam se metendo em confusão na escola, cobradores me ligavam e meu casamento estava aos pedaços. Eu já havia me apegado à última das esperanças e agora até ela estava me deixando na mão. Levei meus filhos para a casa de minha avó e pedi a ela que cuidasse deles por algumas horas.
Eu cresci na igreja. Aliás, pertenço à quarta geração de adventistas da família. Já dei estudos bíblicos, fui professora da Escola Sabatina e participei de praticamente todas as facetas de nossa igreja. E mesmo com toda essa experiência, ainda assim me sentia completamente desesperada. Naquele dia, depois de deixar os filhos com minha avó, fui para casa. Não tinha força de vontade nem para ligar a luz. Desanimada, fui até o quarto e deitei com o rosto no travesseiro. Chorei até não ter mais condições físicas de continuar. As lágrimas haviam se tornado minhas inimigas e não conseguia encontrar nenhum conforto nelas.
Em algum lugar no profundo de meu ser, consegui ter o seguinte pensa­mento: Senhor, já conversei contigo sobre toda minha vida. Já estudei sobre Ti e compartilhei Teu amor com os outros. Desta vez, Senhor, sou eu quem precisa saber que Tu estás por perto. Preciso sentir-Te. Sem aviso, o lugar onde eu estava deitada afundou. Contudo, eu senti como se estivesse sendo segurada. Eu ainda era segurada por Deus! Não imaginava isso. Eu não estava dormindo, nem sonhando. Deus me segurou em Seus braços. Eu me senti segura e confiante de que poderia enfrentar qualquer coisa.
Hoje, cerca de vinte anos depois, creio que Deus continua a me segurar. É claro que surgem problemas, mas não permito mais que eles abalem a mim ou minha fé.
Você já viu uma criança pequena cair e correr imediatamente para a mãe? A mãe logo a abraça e consola, garantindo que tudo ficará bem. Ao ler minha história, lembre-se de que o Pai celeste também a consolará, assim como uma mãe consola o filho. Deus está segurando você!
Cheryl P. Simmons

Descobrindo Meu Dom
Ora, assim como o corpo é uma unidade, embora tenha muitos membros, e todos os membros, mesmo sendo muitos, formam um só corpo, assim também com respeito a Cristo. Pois em um só corpo todos nós fomos batizados em um único Espírito: quer judeus, quer gregos, quer escravos, quer livres. E a todos nós foi dado beber de um único Espírito. 1 Coríntios 12:12, 13
Tendo sido criada em um lar cristão, lembro-me da discussão acerca dos dons e talentos que Deus dá a cada um de nós. Eu sentia que não tinha nenhum dos dons mencionados em 1 Coríntios 12. Isso me fazia sentir ina­dequada e eu questionava meu relacionamento com Deus. Tinha inveja dos talentos óbvios de pessoas com o dom da música, de realizações acadêmicas, de curar ou habilidades de liderança. Durante a juventude, meu dom nunca me pareceu definido ou evidente.
No primeiro ano da faculdade, a primeira vez que morei longe da família e sentia um pouco de saudades, decidi que colecionaria personalidades. Criei o desafio de encontrar algo em comum com todas as pessoas que encontrava em minha rotina diária. Por causa desse objetivo, tive a bênção de me envolver e ajudar pessoas com necessidades diversas. Por meio do relacionamento com Deus, desenvolvi o instinto de quando ajudar.
Graças a isso, conheci pessoas de culturas, religiões, etnias e condições socioeconômicas diferentes. Tive a honra de conhecer Benjamim Netanyahu, em Denver, e Shimon Peres, em visita a Jerusalém. Também fui a Cuba com um visto especial a fim de levar suprimentos médicos. Ao redor do mundo, me deparei com pessoas extremamente interessantes e pude ajudar quando necessário. Acompanhei familiares e amigos doentes, à beira da morte. Já intervim para ajudar a resolver problemas de relacionamento de amigos e vizinhos.
Minha experiência de vida me ensinou que, se eu permanecer fiel a Deus em um relacionamento diário com Ele e seguindo Sua orientação, serei re­compensada com as aventuras e oportunidades mais extraordinárias para servir em Seu nome todos os dias, como cada pessoa com quem eu entrar em contato.
Como diz 1 Coríntios 12, todos somos uma parte importante do corpo e nenhum membro é superior ao outro. Fico feliz de ter aprendido a usar meu dom de consolar e doar com generosidade. Com a graça de Deus, eu o pratico em toda oportunidade que tenho. Incentivo cada uma a pedir a Deus que a ajude a descobrir e usar seus dons e talentos diariamente.
Jan Wall Rosen

Faça aos Outros
Assim, em tudo, façam aos outros o que vocês querem que eles lhes façam; pois esta é a Lei e os Profetas. Mateus 7:12
Anos atrás, meu filho mais velho trabalhava para um fazendeiro colhendo milho, dirigindo um trator e cumprindo tarefas diversas. Com frequência, enquanto trabalhava na fazenda, ele chegava em casa encharcado por causa do contato com o campo e colocava as roupas sujas e molhadas dentro do cesto junto com as outras. Diversas vezes, eu o adverti: "Por favor, não faça isso. Algumas toalhas ficaram manchadas por causa disso."
O tempo passou e encontrei um vestido amarelo que era perfeito para o sábado. Eu o amava e recebia elogios na igreja. Cuidava bem dele. No entanto, certo dia, enquanto lavava a roupa, tirei o vestido do cesto de roupas sujas para lavá-lo separadamente e descobri que estava cheio de manchas, sujeira e algo que parecia mofo.
Em cima do vestido, estavam as roupas sujas e ainda molhadas que meu filho havia usado no dia anterior. Fiquei furiosa. Quantas vezes eu falei com ele sobre isso! Então orei: Senhor, como posso mostrar a meu filho o quanto ele está me desrespeitando ao não seguir minhas instruções?
Era um dia de chuva e eu havia prometido a meu filho que o buscaria no trabalho. Enquanto dirigia até lá, tive uma ideia de como poderia ensiná-lo.
Depois de conversar algumas casualidades, lhe disse o seguinte:
- Querido, lamento, mas sabe aquela camisa azul nova que você com­prou? Aquela que você ama? - Ele fez que sim com a cabeça. - Bem, uma das crianças colocou uma toalha molhada no cesto, encostou na sua camisa e agora ela está manchada e cheia de mofo. Não sei se vai sair.
Ele ficou furioso! Depois de um tempo irritado, reclamando que havia comprado a camisa com o próprio dinheiro, eu lhe disse:
-  Filho, desculpe-me, mas o que acabei de contar para você não é bem verdade. - Ele girou a cabeça e me olhou descrente. Então eu lhe disse: - Sei que se eu tivesse falado o que realmente aconteceu, você não entenderia a perda e a frustração que senti depois de ter pedido tantas vezes que você colocasse suas roupas sujas de trabalho na lavanderia.
Ele meneou a cabeça: - Por favor, me desculpe.
A lição que quero transmitir é esta: já ouvimos em estudos bíblicos, em sermões e, mesmo assim, desobedecemos ao nosso Pai. Pergunto-me como Ele Se sente magoado quando Lhe desobedecemos propositalmente. É por isso que Ele colocou o versículo de hoje em Sua Palavra. Eu aprendi algo naquele dia também.
Marge Vandei Hei

Deus Cuida
Lançando sobre Ele toda a sua ansiedade, porque Ele tem cuidado de você. 1 Pedro 5:7
Era o momento de meus filhos começarem a ir para a escola. Eu trabalhava das 3h às 11h havia vinte anos. Por ser mãe solteira, comecei a correr atrás de trabalhar em uma sala de recuperação, para meus horários caírem em dias de semana. Não me saio bem em entrevistas e não podia prometer ficar de plantão por causa das crianças, por isso ninguém considerava a ideia de me contratar. Fiz a entrevista para uma vaga de home care, que envolvia substituir uma enfermeira por quatro horas. Eles decidiram que precisavam de uma enfermeira psiquiátrica, não de uma da área médico-cirúrgica, por isso não consegui o emprego. Pouco tempo depois, quebrei a perna. Quando estava quase recuperada e pronta para voltar a trabalhar, uma amiga ligou para dizer que a vaga de home care estava disponível de novo. Procurei meu currículo, mas não consegui encontrá-lo. Olhei em todos os lugares que consegui imaginar. Duas ou três semanas depois, quando eu já achava que era tarde demais para me candidatar à função, encontrei o currículo.
Depois de voltar a trabalhar das 3h às 11h, o trabalho na sala de recuperação ficou disponível de novo. A enfermeira, Judy, estava com leucemia. Eles reser­variam o cargo para Judy por seis meses, mas precisavam de uma substituta. Fiz a entrevista, assim como várias outras pessoas. A condição para o emprego era a seguinte: quem o aceitasse ficaria desempregado se a enfermeira voltas­se, e não poderia trabalhar naquele hospital. Ainda assim aceitei o emprego.
Um ou dois meses depois, o pensamento não saía de minha mente: "Algo ruim vai acontecer com Judy." Eu fiquei preocupada e comecei a orar muito para que Deus cuidasse dela. Não acreditava que havia conseguido o tra­balho para que me fosse tirado. Deus tomou conta de Judy. Ela conseguiu voltar a trabalhar, mas não em sua função anterior. Ela teve um derrame, por isso passou a entrevistar os pacientes antes das cirurgias, uma função que não exigia tanta atividade. Como eu estava na sala de recuperação na época, fiz a entrevista de novo para a mesma posição e fui aprovada. Anos depois, me encontre: com a enfermeira que havia me entrevistado para a vaga de home care. Ela disse que a empresa tinha fechado havia muito tempo e todos precisaram encontrar outro emprego! Deus me proveu o trabalho de que eu precisava no momento em que necessitei, onde o sa­lário era melhor e eu não teria que mudar para um novo ambiente. Louvo e agradeço a Deus. Ele cuida de você também!
Ruth Middaugh Goodsite

Calma, Mansa, Serena, Tranquila
Bendito seja o Senhor, pois ouviu as minhas súplicas! Salmo 28:6
As palavras do título de hoje me foram sussurradas no leito de hospital pelo Espírito Santo para me consolar. Eu já estava internada havia quatro dias, esperando para ser operada, mas minha espera parecia em vão. Eu não sabia mais o que fazer enquanto orava, clamava, lia a Bíblia e ouvia hinos de louvor. Naquele dia, porém, eu estava agitada, nervosa e cansada de esperar. Roguei a Deus que me acalmasse, mas Ele permaneceu em silêncio. E foi nesse silêncio que recebi conforto extra.
O que me aconteceu foi uma experiência semelhante à de Elias enquanto fugia de Jezabel. Sozinho na caverna, ele pensou que Deus havia Se esque­cido dele, mas, em uma brisa suave, Deus Se revelou e lhe concedeu a força necessária para cumprir seus objetivos. Eu estava fisicamente sozinha e, apesar de pensar que estava espiritualmente sozinha também, Deus, em Sua misericórdia, me abrigou e ouvi Sua voz por meio de uma conhecida música que foi sussurrada aos meus ouvidos: "Calma, mansa, serena, tranquila é a voz do meu Salvador. / Calma, mansa, serena, tranquila é a voz que me chama com amor. / Devo atender ao convite amável e, sim, responder ao chamado incansável / Pois calma, mansa, serena, tranquila é a voz do querido Jesus. / E Sua voz não vai estar no forte vento, no terremoto ou no fogo intenso. / Mas na tranquila brisa a sussurrar, eu sei que ali a voz de Deus está."
Acompanhando esses acordes, fui embalada ainda mais por algumas palavras do salmista Davi, com apenas três Salmos: 27, 28 e 29. Depois da leitura, eu era uma pessoa completamente diferente: calma, tranquila, serena e confiante em Deus. Agradeci ao Senhor com uma oração. Algumas horas depois, minha família chegou e eu fui operada.
Para a honra e glória de Deus, minha sensação de calma e tranquilidade contribuiu para que a cirurgia fosse rápida e bem-sucedida. Ao longo da operação, senti a presença divina me acalmando e garantindo que tudo daria certo.
Portanto, se as dificuldades quiserem obscurecer a presença de Deus em sua vida, ou se os barulhos deste mundo tentarem impedir que você ouça a voz suave do Mestre, pare e fique em silêncio. Dessa maneira, você terá condições de ouvir e sentir a presença consoladora de Jesus.
Carmem Virgínia aos Santos Paulo

Em Tudo Dai Graças
Dando sempre graças por tudo a nosso Deus e Pai, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo. Efésios 5:20, ARA
Em tempos de aflição, já ouvi muitas vezes as pessoas dizerem: "Por que Deus permite que isso aconteça?" Em minha vida, sempre tentei confiar no Senhor, me apoiar nEle e buscar Suas respostas para os problemas. Ao olhar para o passado, posso ver que Deus nunca me decepcionou.
Quando minha primeira filha nasceu, há 24 anos, os médicos me disse­ram que ela tinha um sopro no coração. Arrasada pela péssima notícia, orei para que Deus a curasse. No dia seguinte, quando minha filha foi examinada novamente, nenhum sopro foi encontrado! Em outra ocasião, minha mãe foi diagnosticada com câncer de mama. Mais uma vez, orei para que ela fosse curada e, após a realização de mais uma biópsia, não se encontrou nenhum vestígio de câncer. Quando meu marido ficou desempregado, pedi a Deus que nos sustentasse, já que tínhamos o financiamento da casa pró­pria e outras contas regulares para pagar. Embora não fosse fácil encontrar emprego, ele recebeu uma proposta de trabalho sem nenhum intervalo e com salário melhor!
Na Nova Versão Internacional, Efésios 5:20 diz: "Dando graças constan­temente a Deus Pai por todas as coisas, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo." Tanto nos problemas grandes, quanto nos pequenos, Deus sempre proveu. Na verdade, em muitas ocasiões, Ele não só respondeu às minhas orações, como também deu muito mais do que eu havia pedido. Isso me lembra das palavras de Efésios 3:20 (ARA): "Ora, Àquele que é poderoso para fazer infinitamente mais do que tudo quanto pedimos ou pensamos, conforme o Seu poder que opera em nós." Também faço o esforço consciente de dar graças e louvar a Deus por provações e problemas, reconhecendo que eles só podem servir para fortalecer meu relacionamento com o Senhor enquanto dependo completamente dEle durante esses períodos.
Deus, em Sua sabedoria, nem sempre responde da maneira que eu es­pero, mas Ele sempre me apoia e anima enquanto me carrega nos tempos difíceis. Eu sou exatamente como você - imperfeita, sei que erro muito na vida - mas, vez após vez, Deus demonstra Seu amor por mim, estende Sua graça e perdão para me ajudar. Ele deseja fazer o mesmo por você hoje, se você permitir. Quaisquer que sejam seus problemas, grandes ou pequenos, Deus Se importa com eles, pois Se importa com você. Não tenha medo de se achegar a Ele; apenas abra seu coração, peça e Deus não a decepcionará. Ele prometeu!
Karen Richards



Meditação da Mulher
Totalmente AMÁVEL
Meditação da Mulher

Comentários

Postagens mais antigas

O Verdadeiro Tesouro Mateus 6: 19 a 21

Itamar de Paula Marques

19 - Não ajunteis para vós tesouros na terra, onde a traça e o caruncho os corroem e onde os ladrões arrombam e roubam. NÃO AJUNTEIS PARA VÓS TESOUROS - Literalmente: não sigais fazendo tesouros ou deixai de fazer tesouros. A acumulação de bens terrenos geralmente se deve ao desejo de ter segurança no futuro e reflete temor e incerteza. Jesus indica aos que querem ser cidadãos de seu reino que a posse de riquezas materiais é um motivo de ansiedade mais do que um meio de liberar-se dela. O cristão não se angustia pelas necessidades materiais da vida porque confia em que Deus as conhece e lhe dará o que lhe faça falta versos 31 a 34. Como destaca Paulo, isto não significa que o cristão será indolente ante suas próprias necessidades e as de sua família. Empenhai a vossa honra em levar vida tranqüila, ocupar-vos dos vossos negócios, e trabalhar com vossas mãos conforme as nossas diretrizes.I Tessalonicenses 4: 11; II Tessalonicenses 3: 10; I Timóteo 5: 8. Mateus 6: 1…

Vivendo Seu Amor - Meditação da Mulher

Conexão viva com o Salvador Pois a sua ira só dura um instante, mas o Seu favor dura a vida toda; o choro pode persistir uma noite, mas de manhã irrompe a alegria. Salmo 30:5 Quais têm sido os pedidos que muitas de nós fazemos em oração? Uma viva ligação com nosso Salvador, certo? Fazemos isso ao adorar, louvar, orar, relacionar-nos e testemunhar, onde quer que estejamos. Com o que se parece essa viva ligação na vida cotidiana? Minha amiga me ajuda a entender melhor, pois ela procura viver cada momento em ligação com Cristo. Por exemplo, todos os dias, quando minha amiga vai para o chuveiro, ela usa esse tempo como oportunidade para cantar hinos que louvam e engrandecem o nome de Deus. Às vezes, ela compõe cânticos para glorificá-Lo. Certa vez, quando essa amiga olhou pela janela da cozinha, viu o formato de uma ovelha nas nuvens. Ela sentiu que aquilo era um lembrete de Deus para ela, de que o Cordeiro que foi "morto desde a criação do mundo" (Ap 13:8) está para voltar um dia,…

Aceite o perdão

Sublime Esperança

Sublime Esperança
A Bendita Esperança Vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente. Tito 2:12

Somos exortados a viver sóbria, correta e piedosamente no mundo presente, e a esperar o glorioso aparecimento do grande Deus e Salvador Jesus Cristo. (...)

O tempo exato da segunda vinda de Cristo não nos é revelado. Jesus disse: "A respeito daquele dia e hora ninguém sabe" (Mt 24:36). Mas Ele também deixou sinais de Sua vinda, ao dizer: "Quando virdes todas estas coisas, sabei que está próximo, às portas" (v. 33). E disse-lhes que quando os sinais da Sua vinda surgissem, eles deviam exultar e erguer a cabeça, porque a redenção deles estaria próxima. Tendo em vista essas coisas, o apóstolo escreveu: "Mas vós, irmãos, não estais em trevas, para que esse dia como ladrão vos apanhe de surpresa; porquanto vós todos sois filhos da luz e filhos do dia" (1Ts 5:4, 5). Como não sabemos a hora da vinda de Cristo, precisamos viver sóbria e piedosamen…

Ciência e Religião

O benefício da dúvida
Deu no site da revista Ciência Hoje: “Karl Popper, um dos filósofos mais influentes do século passado, apontou para o fato de que, para ser validada, uma teoria científica deve necessariamente ser confrontada, desafiada, falseada. Dizia que, do contrário, a teoria poderia se tornar dogma – e qualquer dogma, para Popper, seria terrível para a ciência.” A matéria aponta, ainda, a coincidência entre o raciocínio de Popper e um texto publicado pelo jornal britânico The Guardian e repercute pesquisa realizada pela revista eletrônica Edge, que faz, todo ano, uma pergunta para centenas de especialistas de áreas distintas com o objetivo de colher tendências. A pergunta daquele ano foi: “Qual conceito científico poderia aprimorar a ferramenta cognitiva de uma pessoa?” “Artistas, cientistas e filósofos responderam à questão. Surpreendentemente, muitos deles destacaram a relevância dos erros, das incertezas e dúvidas para a ciência e ressaltaram a importância de…

Você passa tempo suficiente com a sua família?

A vida que vale a pena

Eu vim para que tenham vida e a tenham em abundância. João 10:10, ARA “A maneira como vivemos é mais importante do que quanto tempo vivemos.” Encontrei essa frase e a história abaixo no livro A Revolução do Espírito, que, entre outros relatos, retrata a vida de Svea Flood. Ela e o esposo, David, em 1921, deixaram a Suécia, depois de aceitar o chamado divino para serem missionários no Congo. Com outro casal de missionários, resolveram evangelizar uma região remota do país. Chegaram à vila de N’dolera, mas não foram aceitos ali, pois o chefe tribal acreditava que se permitisse a presença dos missionários, os deuses locais ficariam insatisfeitos e abandonariam a região. Mesmo com a recusa, resolveram não desistir e se estabeleceram em uma montanha próximo à tribo, onde construíram cabanas de barro enquanto oravam para terem oportunidade de evangelizar o lugar. Isolados na montanha, a única pessoa com quem podiam ter contato era um menino, que havia sido autorizado a visitá-…

A didática da repetição

“Quando, pois, deres esmola, não toques trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas, nas sinagogas e nas ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que eles já receberam a recompensa” (Mateus 6:2).
Três vezes no capítulo 6 Jesus utiliza o mesmo padrão para atingir Seu objetivo. Ele sabia que a mente humana enfraquecida pelo pecado precisa ouvir as coisas mais de uma vez para assimilar uma lição. E Jesus é o mestre por excelência.
Repare no Seu estilo. Primeiro, Ele delineia o princípio geral no versículo inicial: Não pratique atos piedosos para ser visto pelos outros. Os que assim procedem não receberão outra recompensa a não ser sua própria atitude egocêntrica. Depois, Ele passa a ilustrar essa lição principal a respeito da esmola (versos 2 a 4), da oração (versos 5 e 6) e do jejum (versos 16 a 18).
Todas as três ilustrações seguem o mesmo padrão. Primeiro, vem a descrição da falsa forma de piedade, que se concentra na exibição pública da “santid…

Alimentação: O que é preciso entender sobre a dieta de Adão e Eva?

“E disse Deus: Eis que vos tenho dado toda a erva que dê semente, que está sobre a face de toda a terra; e toda a árvore, em que há fruto que dê semente, ser-vos-á para mantimento”. Gênesis 1:29
Já no primeiro capítulo da Bíblia, existe uma orientação sobre qual deveria ser a alimentação do ser humano. Mas é importante compreender quais alimentos faziam parte desta alimentação original. Toda erva que dê semente é uma expressão que faz referência aos cereais (arroz, trigo, aveia, milho, centeio e cevada) e às leguminosas (feijões, grão de bico, lentilha, ervilha, soja, tremoço e amendoim).
E toda árvore, em que há fruto e que dê semente é uma referência agora são as frutas e também as sementes oleaginosas (castanhas em geral). Isso vos será para mantimento, ou seja, essa era a alimentação original de Adão e Eva. Devemos lembrar que Deus sempre tem lições para nos ensinar por meio da sua palavra. No contexto em que Adão e Eva vivam no Éden, onde não havia morte essa deveria se…

Crianças