O poder da promessa divina

“Toda vez que o arco-íris estiver nas nuvens, olharei para ele e me lembrarei da aliança eterna entre Deus e todos os seres vivos de todas as espécies que vivem na terra” (Gênesis 9:16).
Você já parou para olhar o magnífico arco colorido após uma tempestade? Embora desapareça tão rapidamente quanto surge, o arco-íris alegra-nos o coração quando sua luminosidade afasta as nuvens cinzentas.
Esse arco nos liga ao momento pós-diluviano, em que Deus firmou a aliança de que jamais voltaria a destruir a terra por esse meio. Muitos estudiosos creem que nos dias de Noé o povo nunca havia visto chuva. O dilúvio ocorreu quando “todas as fontes das grandes profundezas jorraram, e as comportas do céu se abriram” (Gn 7:11). A chuva desceu dos céus – e continuaria a cair pelo restante das eras. Noé, entretanto, não precisava temer a próxima tempestade, porque Deus fizera uma promessa. A chuva passaria, e viria o arco-íris. Esse sinal seria um lembrete de que Deus cumpre o que promete.
O que isso tem a ver com oração? Tudo! O que dizemos em voz alta, ou no coração, proclama a verdade das promessas de Deus sobre as quais ouvimos ou lemos na Bíblia, e isso fortalece nossa fé.
Satanás quer que acreditemos que Deus nos abandonou e renovou Suas promessas. Deus quer que saibamos que elas são verdadeiras, apesar de nossa limitada perspectiva humana. Ao afirmarmos nossa fé nas promessas, nos dispomos a ver mais da perspectiva de Deus e menos da perspectiva do inimigo.
Da próxima vez que você admirar um arco-íris, agradeça a Deus por sempre cumprir Suas promessas.
Ore comigo: “Senhor, quero agradecer-Te por cumprires Tuas promessas. Que eu me lembre sempre delas, que as guarde no coração e que fale delas em voz alta sempre que precisar livrar-me das dúvidas. Faz que eu lembre que Jesus é a prova derradeira de que sempre cumpre Tuas promessas. Em nome de Jesus, amém!

Amilton Menezes

Comentários

Postar um comentário