30 de julho de 2017

Milagre

Então, Lhe trouxeram algumas crianças para que as tocasse, mas os discípulos os repreendiam. Jesus, porém, vendo isto, indignou-Se e disse-lhes: Deixai vir a Mim os pequeninos, não os embaraceis, porque dos tais é o reino de Deus. Em verdade vos digo: Quem não receber o reino de Deus como uma criança de maneira nenhuma entrará nele. Marcos 10:13-15, ARA
Esperar que meus pais voltassem da festa ficou demorado e cansativo. Minha irmã de 7 anos de idade, meu irmão de 5 e eu (9 anos) tínhamos nos divertido em uma noite de brincadeiras, mas nossa hora de ir para a cama, 21h30, rapidamente se aproximava. Minha tia nos empacotou em nossos abrigos e nos colocou em uma de suas camas; depois, desceu para esperar que meus pais chegassem.
Era a primeira vez que eu tentava dormir de costas, achando que seria a melhor maneira de nos acomodarmos confortavelmente em uma cama. Minha irmã e meu irmão caíram no sono rapidamente. Levei mais tempo para me acostumar com uma cama diferente e adormecer. De repente, minha língua deslizou para dentro da garganta, causando uma parada na respiração, o que me despertou. Senti-me completamente paralisada enquanto meus irmãos dormiam ao meu lado e minha tia, pacientemente, esperava meus pais no piso térreo. Eu não conseguia pedir ajuda nem mover um dedo. A única resposta que eu tinha era Deus, como meus pais sempre haviam nos ensinado. Lembrei-me de todas as histórias de uma vez só: como Ele salvou os israelitas dos egípcios no Mar Vermelho, e livrou Davi do gigante Golias. Mentalmente, fiz uma das mais curtas orações da minha vida: Senhor, se não há um propósito para a minha vida, deixa-me morrer. Se há um propósito, por favor, deixa-me viver.
Nesse momento, algo que se parecia com mãos empurrou minhas costas e me virou. Minha língua saiu fora da garganta. Finalmente respirei! Agora plenamente acordada, olhei em volta do quarto para ver quem havia me resgatado da morte. Ninguém mais estava no quarto. Minha irmã e meu irmão ainda dormiam ao meu lado e titia continuava lá embaixo. Foi então que percebi que Deus me salvara de modo miraculoso. Ainda estou descobrindo meu propósito nesta vida. O que não pode ser tirado de mim é aquela noite em que Deus ouviu minha oração e me amou com intensidade suficiente para me salvar. Esse evento ajudou a moldar meu caráter.
Senhor, graças Te dou por minha vida e pelas pessoas que conheci ao longo do caminho. Por favor, refina-me para o Teu reino. Amém.
Gail Frampton
http://mais.cpb.com.br/meditacao/milagre-2/

Nenhum comentário:

Postar um comentário